Publicado 15 de Julho de 2015 - 18h41

Por Carlos Augusto Rodrigues da Silva

Carlos Rodrigues

Da Agência Anhanguera

[email protected]

Titular em cinco das sete rodadas da Série C do Campeonato Brasileiro, o volante Serginho foi negociado ontem com o Botafogo e não defende mais o Guarani. O jogador acertou a rescisão de seu contrato com o Bugre – que tinha validade em 30 de novembro – e segue para o clube carioca. A saída vai render ao alviverde uma compensação financeira e a equipe ainda poderá contar com um jogador, provavelmente um meia ou um atacante, que será escolhido com base nos atletas agenciados pelos empresários de Serginho.

O interesse do Botafogo já vem de alguns dias, mas ganhou força na noite de terça-feira, após a eliminação do clube na Copa do Brasil em derrota para o Figueirense. Ontem, durante a tarde, os agentes do jogador estiveram no Brinco de Ouro apresentando a proposta. Mesmo com o decorrer da negociação, Serginho participou normalmente do treinamento comandado pelo técnico Paulo Roberto Santos. Depois da atividade, os representantes se reuniram com dirigentes bugrinos e selaram o negócio. No Rio de Janeiro, comentou-se que o volante foi um pedido do técnico René Simões, mas nem a demissão do treinador atrapalhou o acerto.

O presidente Horley Senna garantiu que não havia possibilidade de tentar segurar o jogador, mas não abriu mão de um retorno financeiro. “O procurador veio com a proposta e ele vai receber o dobro no Botafogo. Aí não tem como segurar”, disse o mandatário bugrino, que não revelou qual a compensação recebida pelo clube. “Não dá para falar, mas é um valor que vale a pena, até porque o atleta não ficaria mais com a cabeça aqui”.

Em relação ao atleta que virá em contrapartida, a única coisa que se definiu é que é um jogador para o setor ofensivo, posição mais carente do atual elenco. Uma lista de jogadores será disponibilizada para o técnico Paulo Roberto Santos, que em conjunto com o departamento de futebol fará a escolha. A expectativa é de que este nome esteja em Campinas até o final de semana.

Time

Já sem Serginho, Paulo Roberto terá que obrigatoriamente mexer em uma peça para o jogo da próxima segunda-feira, contra o Brasil de Pelotas. Ontem, o comandante bugrino realizou apenas um trabalho tático e não deu nenhuma pista do time. Para suprir a ausência do ex-titular, são três as possibilidades. Se fizer uma troca simples, o técnico pode promover a entrada de Johnnattan no meio. Outra opção é recuar Serginho Catarinense e colocar mais um meia ao lado de Fumagalli. Uma última hipótese, a princípio menos provável, é deslocar Thiago Carpini para atuar como volante e escolher outro jogador para formar dupla de zaga com Gladstone.

Escrito por:

Carlos Augusto Rodrigues da Silva