Publicado 13 de Julho de 2015 - 16h03

Por Alenita de Jesus

Alenita Ramirez

[email protected]

Foto: Alenita Ramirez

Ao menos seis bandidos, sendo uma mulher, invadiram um posto de reciclagem da Prefeitura de Campinas, no Jardim Satélite Iris III, renderam dois vigilantes e quatro funcionários e roubaram uma escavadeira hidráulica TC 200 da empresa terceirizada Converde e uma moto de um vigilante, anteontem à noite. Os criminosos estavam armados e as vítimas foram encapuzadas e amarradas. Os ladrões ficaram com as vítimas por cerca de três horas. Até a tarde de ontem a máquina, avaliada em cerca de R$ 600 mil, não tinha sido localizada. O caso será investigado pelo 11º Distrito Policial (DP).

O assalto foi por volta das 17h40. Os criminosos chegaram em uma caminhonete Amarok preta. Uma moça foi até a portaria e chamou um dos vigilantes e quando ele se aproximou para atendê-la foi rendido pelos comparsas dela. O vigia foi levado para o interior do posto onde estava outro vigia e quatro funcionários do posto. Todos foram rendidos e levados para o refeitório onde ficaram sob a mira de armas. Ninguém ficou ferido, mas, segundo informações da assessoria de imprensa da Prefeitura, as vítimas foram ameaçadas todo o tempo.

A polícia acredita que o crime foi encomendado e praticado por bandidos especializados em roubos de grandes máquinas. A escavadeira foi retirada do local em um caminhão. Esta é a primeira vez que o posto é alvo de bandidos. Segundo a assessoria de imprensa, a Prefeitura apoiou o registro da ocorrência através da Gocil, empresa de segurança.

Outros casos

Há um mês, policiais civis do 11º Distrito Policial de Campinas recuperaram duas retroescavadeiras roubadas da construção do edifício que abrigará o projeto Sirius, ao lado do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), no distrito de Barão Geraldo. Na época, uma mulher foi presa por receptação. Na ação criminosa, que se desenrolou no feriado de Corpus Christi, cinco assaltantes armados com revólveres e pistolas levaram as máquinas, que eram alugadas, e os celulares de quatro funcionários da Racional Engenharia, empresa responsável pela obra. As máquinas estavam avaliadas em R$ 195 mil. Elas foram localizadas em chácaras na região do Ouro Verde.

Entre janeiro e fevereiro deste ano foram registrados três roubos de retroescavadeira. Em um dos casos, quatro bandidos armados e encapuzados renderam um vigilante e invadiram o canteiro de obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Jardim Nova América. Os criminosos amarraram a vítima e fugiram com uma retroescavadeira e várias ferramentas. A máquina estava avaliada em R$ 180 mil.

Escrito por:

Alenita de Jesus