Publicado 12 de Julho de 2015 - 21h01

Fotos: Agências

Fábio Trindade

DA AGÊNCIA ANHANGUERA

[email protected]

Paulo Roberto levou a primeira derrota à frente do Guarani pela Série C do Campeonato Brasileiro. Não deu para o Bugre diante da Portuguesa, na noite de ontem, em partida válida pela 7ª rodada do torneio, realizada no Canindé, em São Paulo. O placar de 1 a 0, gol marcado por Hugo ainda no 1º tempo, deixou o G4 ainda mais distante para o Guarani, que está estacionado em 7 pontos, em sétimo lugar. Já a Lusa chegou a 10 pontos, em 5º lugar. O próximo confronto do Bugre é contra o líder Brasil de Pelotas, em casa, no dia 20. A Lusa pega o Caxias, no dia 19.

A Portuguesa não estava para brincadeira e chegou forte em cima do Bugre desde o início. Aos 3’, Hugo recebeu cruzamento da esquerda. O atacante dominou, fez o giro e bateu direto para o gol. Rafael Santos se jogou para fazer uma bela defesa. Aos 10’, mais Portuguesa e mais uma defesaça do arqueiro do Guarani. Guilherme Queiroz passou por Raoni pelo lado esquerdo do campo e seguiu com velocidade para o campo adversário. Sem marcação, ele mandou uma bomba de direita, que explodiu no peito de Rafael Santos, bem posicionado, e saiu para escanteio.

A primeira boa oportunidade do Bugre veio apenas aos 19’, de bola parada. Fumagalli surpreendeu ao cobrar falta da esquerda direto para o gol. A bola seguiu bonito para o ângulo esquerdo de Douglas, mas o goleiro espalmou a jogada para a linha de fundo.

O dia, entretanto, parecia mesmo é ser da Portuguesa. Aos 30’, Jonathan, no contra-ataque, correu para a linha de fundo e fez o cruzamento rasteiro e fechado pela direita. A bola passou fácil por Rafael Santos, sobrando para Hugo só dar um toquinho para o fundo da rede. 1 a 0 para a Lusa.

Aos 36’, a Portuguesa ainda teve um gol anulado de forma duvidosa. Diguinho bateu para a área e o bandeira deu que Hugo estava impedido. Depois dos dois lances, apesar da melhora do Guarani no meio do primeiro tempo, a Portuguesa dominou a partida e seguiu com vantagem até o apito.

O Guarani voltou melhor no segundo tempo, com Allan Dias e Fernandinho dando velocidade a partida. Mesmo assim, aos 11’, por muito pouco a Lusa não fez o segundo. Guilherme Queiroz recebeu na esquerda, cortou a defesa e seguiu sozinho para a área adversária. De frente para o gol, chutou forte e rasteiro, Rafael Santos se esticou sem sucesso, porém a bola explodiu o pau esquerdo do goleiro bugrino.

Aos 19’, Allan Dias bateu forte de fora da área e, no reflexo, Douglas voou para evitar o gol. Aos 26’, os jogadores do Bugre e da Lusa se estranham depois que o Guarani não devolveu a bola depois de atendimento ao volante Milton Júnior. Renan partiu para cima de Fumagalli e acabou expulso. Fumagalli ficou com um cartão amarelo.

Com um a mais, o Guarani partiu para cima, criando muitas chances de gol. Em pelo menos três lances, houve bate-rebate dentro da pequena área da Portuguesa, mas ninguém do Bugre conseguiu finalizar. A melhor oportunidade foi aos 39’, quando Fumagalli recebeu na pequena área, o goleiro da Lusa saiu errado, mesmo assim o ídolo bugrino não conseguiu o empate.