Publicado 10 de Julho de 2015 - 21h54

Por Renata Pioli

USAR FOTO DO PITTY FEITA PELO cARLINHOS NA SEXTA-FEIRA

Renata Rondini

Da Agência Anhanguera

[email protected]

Com o objetivo de se classificar entre os quatro melhores para continuar a sonhar com o acesso, o Guarani tem uma meta clara no estádio do Canindé hoje: bater a Portuguesa. Ainda mais porque vem de um empate em casa. Uma vitória no jogo marcado para as 19h e válido pela 7a rodada do Campeonato Brasileiro da Série C colocará o time de Campinas bem perto do G4, mas caso perca vai se afundar na tabela e colar na zona de rebaixamento.

Isto porque Bugre e Lusa têm os mesmos sete pontos e portanto fazem o chamado ‘duelo dos seis pontos’ em São Paulo.

Enquanto, o Guarani começa a engrenar nas mãos do técnico Paulo Roberto que conseguiu fazer a equipe pontuar nas últimas três rodadas, a Lusa ainda está em fase de acertos sob a direção de Estevan Soares que estreou com derrota diante do Juventude.

Mas a situação do adversário pouco importa para o treinador alviverde, ele quer sua equipe focada e com um melhor aproveitamento de finalização. “Não podemos levar em conta a situação atual da Portuguesa porque no futebol se fala muita coisa, de crise no adversário e muitas vezes não corresponde a realidade. Portanto, temos que entrar em campo sem nos importar com a situação do adversário. É tentar buscar um bom resultado, se aproximar da zona de classificação. O empate dentro de casa, que não consideramos um bom resultado, foi justamente o fato de termos desperdiçados as chances de gol. E são estas situações que trabalhamos bastante esta semana e que temos que ter muita atenção”, afirmou Paulo Roberto.

E o treinador é simples em sua escalação. Sem poder contar com Gladstone, que cumprirá suspensão automática, ele promoverá a estreia de Pitty. "É o be a ba, não podemos inventar, no futebol não pode improvisar muito. Vamos fazer o básico, sai zagueiro entra zagueiro. O Pitty foi contratado para isso, que atua tanto do lado direito quanto do lado esquerdo”, comentou. O lateral Oziel e o atacante Malaquias continuam no departamento médico, sendo que o último ficará de fora pelos próximos dois meses.

Além de recuperar os pontos perdidos em casa no jogo de hoje, Paulo Roberto espera que a equipe comece a apresentar regularidade na competição para alcançar a almejada classificação.

“Existe a irregularidade na competição, tirando o Tupi no nosso grupo, as outras equipes não tiveram regularidade de resultados, E buscamos que nossa equipe consiga um equilíbrio dentro da competição para se manter senão dentro do G4, bem próximo dele para no momento decisivo entrar neste grupo de classificação”, finalizou.

Escrito por:

Renata Pioli