Publicado 07 de Julho de 2015 - 16h08

Por Alenita de Jesus

Campinas

Uma técnica de enfermagem de 49 anos foi espancada por três mulheres durante um acidente de trânsito, ontem de madrugada, no Jardim Santa Lúcia, em Campinas. A vítima estava em um Astra e ao parar para ajudar um amigo que tinha caído de moto foi atacada pelo trio que passava pela Avenida Ruy Rodrigues. O grupo achou que a mulher havia derrubado o motociclista para assaltá-lo. A técnica recupera de um pós-cirúrgico e precisou ser medicada.

A tentativa de linchamento ocorreu por volta da 1h da madrugada quando a técnica e o motociclista voltavam de um bar para casa. Ela levava a mulher do motoqueiro no carro e seguia logo atrás da moto, quando em uma curva ele se perdeu e caiu.

As mulheres passavam pela via e quando viram que a técnica tinha descido do carro e seguia em direção do motociclista, elas seguiram até ela e começaram a agredi-la. “Pensei que ia morrer. Elas não paravam de me bater. O meu amigo tentou explicar, mas elas não ouviam e incitavam outras pessoas que passavam pelo local para me baterem”, relatou a técnica em enfermagem.

As agressões só pararam quando a viatura da polícia chegou. “Hoje em dia tem que pensar duas vezes para ajudar alguém. Só parei porque era meu amigo”, desabafou.

Todos foram levados para a 2ª Delegacia Seccional e o caso foi registrado como lesão corporal. A técnica em enfermagem foi medicada e liberada com vários hematomas pelo corpo.

Um mecânico de 25 anos foi preso com um Santana furtado ontem de madrugada, no Jardim Roseira, em Campinas. Ele estava com uma garota de programa e foi detido durante patrulhamento da PM. O homem chegou a alegar que tinha comprado o carro na feira do rolo, mas o dono do veículo negou.

Sumaré

Um montador de 32 anos e a mulher dele, uma auxiliar administrativa de 29 anos, foram atacados por dois bandidos quando parava o carro em frente a sua casa, no Jardim Calegari, em Sumaré, anteontem à noite. Os criminosos estavam armados e se juntaram a outros dois bandidos. Ele fugiram com o carro e pertences das vítimas.

O filho da prefeita de Sumaré, Paulo Eduardo Bredda Carrara, de 29 anos, teve seu carro furtado anteontem à noite ao deixá-lo estacionado por cerca de uma hora na Avenida Rebouças, região central da cidade. O carro, uma caminhonete Strada, ainda não foi achado.

Escrito por:

Alenita de Jesus