Publicado 07 de Julho de 2015 - 14h03

Por Paulo César Dutra Santana

O técnico Guto Ferreira afirmou, durante a entrevista coletiva de ontem, que não guarda mágoa do atacante Borges, que se recusou a entrar em campo no jogo contra o Corinthians, semana passada, na Arena Corinthians. “Como adultos e profissionais que somos, tudo foi passado à limpo e está resolvido. Pensando no bem da Ponte Preta, a situasção está zerada”, garantiu.

No entanto, o treinador deixou no ar um clima de incerteza quanto ao futuro do jogador no clube. “Dizer que a situação está resolvida, não quer dizer que amanhã ou depois, o Borges será titular. Isso é outra coisa.”

Ao ser questionado se o jogador viajaria com o elenco para Curitiba, onde tem jogo hoje com o Coritiba, Guto respondeu com uma gargalhada. Reação clara de que o jogador que já foi artilheiro e bicampeão brasileiro dificilmente ganhará uma nova oportunidade.

Ontem, Borges foi o último a subir do vestiário para o campo, onde os companheiros bricavam de “bobinho”. Ele participou do aquecimento, do trabalho recreativo e se mostrava um olhar bastante apreensivo.

No domingo, Guto revelou que Borges foi chamado para entrar em campo na partida com o Corinthians, mas recebeue a sugestão de colocar o meia-atacante Roni e não ele. Borges fez apenas oito partidas pela Ponte Preta, sendo dois pela Copa do Brasil.

Se entrar em campo mais uma vez, não poderá mudar de clube na Série A. Fez apenas dois gols, um na goleada sobre o Moto Club, por 4 a 1, e outro na vitória sobre o Vasco, por 3 a 0, no Rio de Janeiro, pelo Brasileirão. (PS/AAN)

Escrito por:

Paulo César Dutra Santana