Publicado 04 de Julho de 2015 - 13h31

Por Jaqueline Harumi Ishikawa

Fotos: Jaqueline Harumi

Jaqueline Harumi

Da Agência Anhanguera

[email protected]

Um homem de 41 anos morreu durante um incêndio em sua casa no bairro Vila Real, em Hortolândia, ontem de manhã. Segundo a Polícia Militar, uma vizinha acionou o 190 às 8h40, mas Fábio Lopes Ferreira, que era esquizofrênico, já estava sem sinais vitais quando os bombeiros o localizaram caído no chão do quarto. O Samu e o helicóptero Águia da PM foram acionados, mas não conseguiram reanimá-lo.

De acordo com a PM, a morte teria sido causada por inalação de fumaça, já que o corpo não estava queimado. Os policiais chegaram a arrombar a porta da cozinha e circular por alguns cômodos do sobrado até a chegada dos bombeiros, mas não conseguiram localizar a vítima, que não foi ouvida pedindo socorro.

As chamas foram contidas em menos de meia hora e a Defesa Civil constatou que não houve danos estruturais. A perícia e a Polícia Civil foram acionadas para identificar a causa do incêndio que pode ter sido provocado ou acidental.

A equipe policial que atendeu a ocorrência relatou que Ferreira foi internado várias vezes e havia causado um incêndio no telhado da casa há cerca de um mês. Além disso, o 190 costumava receber chamados do morador praticamente semanalmente alegando que havia uma pessoa suspeita e até mesmo alguém esfaqueado, mas nada foi confirmado.

A vizinhança afirmou que Ferreira vivia sozinho e deixou uma filha que mora com a ex-mulher em Campinas.

Escrito por:

Jaqueline Harumi Ishikawa