Publicado 03 de Julho de 2015 - 18h28

Por Inaê Miranda

O universo das letras perdeu um de seus talentos ontem. Morreu, em Campinas, aos 81 anos, a professora Nair Leme Fobè. Membro da Academia Campineira de Letras e Artes (ACLA), Nair tinha grande paixão pelo magistério. Não à toa, ela se definia como “essencialmente professora”. Graduada em Letras Anglo Germânicas pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), Nair lecionou na universidade por 45 anos - entre 1970 e 2015. Também tinha Especialização em Filosofia e História da Educação pela Universidade Estadual de Campinas, foi supervisora de práticas de ensino, além de tradutora e revisora. Na ACLA, a docente tomou posse em 2013, onde ocupava a cadeira 31 e tinha como patrono o jornalista e poeta Olavo Bilac. “A Academia perde uma acadêmica extremada e competente que assim deixa uma lacuna tanto no quadro acadêmico como na sensibilidade de tantos que a amaram e respeitaram como uma das mais notáveis das nossas cidadãs”, afirmou o presidente da ACLA, Sérgio Caponi, em nota. Viúva de Luc Antoine Fobe, Nair deixou os filhos Jean Luc e Dominique Henriette. O enterro foi realizado às 17h15 de ontem no Cemitério Parque das Aléias.

Escrito por:

Inaê Miranda