Publicado 01 de Julho de 2015 - 14h48

Por Paulo César Dutra Santana

Certamente usando a sua tradicional camisa amarela, o técnico Guto Ferreira atinge hoje, contra o Corinthians, a marca de 100 partidas no comando da Ponte Preta. Contratado na reta final do Brasileirão de 2012, dirigiu a Macaca em 41 partidas até a demissão pela derrota, por 4 a 0, diante do mesmo rival de hoje, que promovou a eliminação nas quartas de final do Paulista 2013.

Em sua primeira passagem, Guto saiu com 55,3% de aproveitamento depois de quebrar o recorde de invencibilidade no Estadual. Foram 19 vitórias, 11 empates e 11 derrotas, além de 55 gols marcados e 34 sofridos.

O treinador retornou ao clube, após a 11ª rodada da Série B do ano passado e encerrou a temporada como vice-campeão, conquistando o acesso a quatro rodadas do término. Também comandou o time em uma partida pela Copa do Brasil 2014 (eliminação diante do Vasco, no Rio) e outros 30 jogos em 2015. Destes, 16 foram pelo Paulista, cinco pela Copa do Brasil e nove pelo Brasileirão.

Ao ser questionado como se sentia ao atingir a expressiva marca, Guto respondeu agradecendo. “Não tem como não lembrar de todos que me ajudaram chegar até aqui. Do mais humilde ao mais importane torcedor, sempre tive todo apoio necessário. É uma satisfação imensa. Só tenho motivos para agradecer”, comentou.

Com 50 vitórias, 25 empates e 24 derrotas pela Ponte Preta, Guto tem 58,9% de aproveitamento dos pontos disputados. Completando o 100º jogo, fica a apenas dois de Carbone, o 10º na lista dos técnicos que mais dirigiram a Macaca em seus quase 115 anos de história. (PS/AAN)

Escrito por:

Paulo César Dutra Santana