Publicado 09 de Julho de 2015 - 14h02

Por Agência Estado

Com tantos desfalques, alguns nomes da base deverão ter oportunidade de atuar

Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Com tantos desfalques, alguns nomes da base deverão ter oportunidade de atuar

O Palmeiras venceu a quarta partida consecutiva no Campeonato Brasileiro, marcou 11 gols nesses confrontos sem sofrer nenhum e conseguiu entrar pela primeira vez no G4. Apesar da boa fase, o técnico Marcelo Oliveira deixou claro que a equipe ainda não está preparada para brigar pelo título.

"Nossa saída para Atibaia foi excelente ideia. Nos conhecemos melhor, fizemos palestras para mostrar o horizonte que tínhamos na frente para aproveitar isso. O time não está preparado para brigar lá na frente. Ainda estamos em evolução. Temos que cuidar dessa parte ainda. Hoje, a melhor coisa que poderia ter acontecido era o gol logo no começo, porque quebra a proposta do adversário, mas não soubemos aproveitar isso. Deixamos com que o jogo ficasse lá e cá, mas tenho consciência que estamos fazendo coisas boas", disse o treinador.

Um dos problemas para Marcelo administrar é a falta de tempo para treinar. "Calendário brasileiro é assim. Temos que contar com o elenco. Perdemos jogadores por cartão e ainda não sei se terei o Vitor Hugo. Mas acredito que estamos no caminho. Quase não levamos para campo os jogadores nos treinos, levamos na conversa. Temos que interagir com os jogadores. O comprometido e a intensidade do time eu tenho gostado, mas corremos riscos no jogo de hoje", comentou Marcelo Oliveira.

A marcação do Palmeiras é algo que parece realmente preocupar o treinador, pois ele comentou diversas vezes sobre o assunto após o triunfo por 3 a 0 sobre o Avaí na última quarta-feira, no Allianz Parque. "Fico feliz pelo resultado, mas novamente deixamos o adversário jogar", analisou.

O Palmeiras volta a campo no domingo, para encarar o Sport, às 18h30, na Arena Pernambuco. Para essa partida, o treinador não poderá contar com o zagueiro Victor Ramos e o lateral-esquerdo Egídio, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

Escrito por:

Agência Estado