Publicado 03 de Julho de 2015 - 20h21

Por Agência Estado

Marcelo Oliveira acredita que a briga pela titularidade pode fazer com que a equipe cresça ainda mais no Campeonato Brasileiro

Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Marcelo Oliveira acredita que a briga pela titularidade pode fazer com que a equipe cresça ainda mais no Campeonato Brasileiro

O elenco do Palmeiras conta atualmente com 35 jogadores - sem somar Lucas Barrios, que ainda precisa passar por exames médicos para assinar contrato - e o técnico Marcelo Oliveira está satisfeito com o que tem nas mãos. O treinador espera que a chegada de tantos reforços faça com que os atletas continuem brigando por posição e acredita que isso pode fazer com que a equipe cresça ainda mais no Campeonato Brasileiro.

"Tivemos uma reunião assim que cheguei. Seria cômodo para o técnico ter um time e completar com 18 ou 20 jogadores juniores que teriam paciência para esperar pela oportunidade ou não teriam ambição de jogar tão cedo. Mas quero a concorrência. Que o jogador que está fora se prepare, pois, a qualquer momento, ele pode jogar. Vou tentar fazer sempre com muita coerência as mudanças. Estamos observando os jogadores e estou feliz de ter um banco que dá resposta positiva, como o Cristaldo, que tem entrado bem nos últimos jogos", disse o treinador.

Por conta disso, Marcelo Oliveira não quer trabalhar com um número exato de jogadores para trabalhar no dia a dia. "Não tenho (um número ideal). Posso trabalhar com um número mais numeroso ou menor. O importante é que todos estejam felizes e disponíveis para trabalhar. Temos um número bom, mas ainda estamos observando e é possível que alguns jogadores devam sair ainda", avisou.

Dos 35 jogadores do atual elenco, pelo menos dois deles devem deixar o clube em breve. O zagueiro Tobio está na Argentina para acertar o empréstimo ao Boca Juniors. Ele foi liberado pelo Palmeiras para viajar e já está em Buenos Aires acertando os últimos detalhes.

Outro próximo do adeus é o meia Valdivia, que está de partida para o futebol árabe. Como tem contrato até o dia 17 de agosto, a definição se ele ainda atua pelo Palmeiras ou não acontece quando ele retornar da Copa América, algo que acontecerá no início da semana que vem.

A evolução da equipe também anima o treinador. "Estamos melhorando. São dois jogos sem levar gols e recebemos apenas um cartão amarelo", lembrou Marcelo, que deve repetir o time da vitória por 2 a 0 sobre a Chapecoense para encarar a Ponte Preta, domingo (5), em Cuiabá. "A produção está boa e devemos repetir o time. Temos um treinamento ainda (no sábado) e isso serve para avaliação do desgaste", explicou.

Escrito por:

Agência Estado