Publicado 07 de Julho de 2015 - 21h13

Por Agência Estado

Tite está buscando uma nova formação para o Corinthians após saída de jogadores que eram titulares

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Tite está buscando uma nova formação para o Corinthians após saída de jogadores que eram titulares

Com a equipe em reconstrução após a saída de três titulares (o centroavante peruano Paolo Guerrero, o atacante Emerson Sheik e o lateral-esquerdo Fábio Santos), o desafio do técnico Tite é dar padrão de jogo ao Corinthians. Por isso, na partida desta quinta-feira (9), contra o Atlético Paranaense, no estádio Itaquerão, em São Paulo, pela 12.ª rodada do Campeonato Brasileiro, vai repetir a escalação pela terceira rodada seguida.

O objetivo é que o quarteto de meio de campo formado por Bruno Henrique, Elias, Renato Augusto e Jadson ganhe entrosamento e a dupla de ataque Vagner Love/Malcom, enfim, comece a se entender para criar as chances de gol. Entre os oito primeiros colocados do Brasileirão, o Corinthians é o time que tem o pior ataque, com apenas 10 gols em 11 rodadas.

“Quanto mais o time joga junto, melhor. Mais o time ganha confiança. Manter essa sequência é importante”, disse o volante Bruno Henrique, em entrevista coletiva nesta terça-feira (7), no CT do Parque Ecológico, na zona leste de São Paulo.

Ele atuou como primeiro volante nos últimos três jogos e garante estar adaptado à nova função. “Estava voltando de lesão e joguei ali por necessidade, não tínhamos o Ralf nem o Cristian. É bem diferente de jogar como segundo volante. Agora, tenho de ficar mais posicionado e fazer cobertura”.

Em recuperação de lesão na panturrilha direita sofrida no mês passado, Cristian correu, nesta terça, pelos campos do CT, mas ainda não tem condições de jogo. O volante deve voltar a ser relacionado na próxima semana, ficando de fora também do duelo contra o Flamengo, no domingo (12), no estádio do Maracanã, no Rio.

Com 20 pontos, o Corinthians ocupa a quinta colocação na tabela de classificação e está a apenas um do Fluminense, que abre o G4 do Brasileirão. Os líderes Atlético Mineiro, Grêmio e Sport têm 23 cada.

Escrito por:

Agência Estado