Publicado 02 de Julho de 2015 - 22h37

Por Agência Estado

Jadson abriu o placar para o Corinthians: Timão está na cola do G4 do Brasileirão

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Jadson abriu o placar para o Corinthians: Timão está na cola do G4 do Brasileirão

O Corinthians sofreu, mas foi eficiente e venceu a Ponte Preta por 2 a 0, nesta quinta-feira (2), no estádio Itaquerão, em São Paulo, pela 10.ª rodada, e atingiu o objetivo do técnico Tite de não perder os líderes do Campeonato Brasileiro de vista. Com o triunfo, a equipe chegou aos 19 pontos, três a menos do que o Sport, o primeiro colocado isolado.

Desde o início, o jogo foi bastante equilibrado, com intensa disputa por espaço no meio de campo. O Corinthians era ligeiramente superior por conseguir ficar mais tempo com a posse de bola. Com a marcação avançada, a Ponte Preta travava a saída de bola adversária. E com exceção de uma boa jogada logo aos cinco minutos, quando Vagner Love fez o pivô para Malcom dentro da área e Marcelo Lomba espalmou para escanteio, o time da casa tinha muita dificuldade para atacar.

Jadson, Renato Augusto, Elias e Bruno Henrique não tinham espaço e o Corinthians, sem opções, rodava a bola entre zagueiros e laterais à procura de alguma brecha na defesa da Ponte Preta. Cauteloso, o time também procurava não se expor. Apertava a marcação em Renato Cajá e, assim, travava a ligação entre meio de campo e ataque da Ponte Preta.

O Corinthians só melhorou depois que passou a jogar mais pelas beiradas do campo. Aos 32 minutos, após boa troca de passes, Malcom chutou pela esquerda, Marcelo Lomba defendeu e, no rebote, Renato Augusto foi travado por Gilson. Na insistência, o gol veio em um contra-ataque. Aos 40, Renato Augusto tocou para Elias na direita. O volante cruzou rasteiro para Jadson bater colocado no canto.

No segundo tempo, quem voltou melhor foi a Ponte Preta. A equipe tomou conta do ataque e deixou o Corinthians acuado. Em 25 minutos, a equipe de Campinas já havia criado pelo menos quatro grandes chances de empatar. Na melhor delas, aos 24, Diego Oliveira driblou Cássio e Gil salvou em cima da linha.

Tite renovou o fôlego do meio de campo ao substituir Elias por Ralf e depois Bruno Henrique por Danilo. Mesmo assim, a Ponte Preta continuou melhor. Nos acréscimos, em um vacilo da defesa campineira, Vagner Love pegou uma sobra dentro da área e fez 2 a 0. Para alívio corintiano.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 2 x 0 PONTE PRETA

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique (Danilo), Elias (Ralf), Renato Augusto e Jadson; Malcom (Mendoza) e Vagner Love. Técnico: Tite.

PONTE PRETA - Marcelo Lomba; Rodinei, Renato, Pablo e Gilson; Fernando Bob, Josimar (Paulinho), Renato Cajá e Felipe Azevedo (Cesinha); Biro Biro (Roni) e Diego Oliveira. Técnico: Guto Ferreira.

GOLS - Jadson, aos 40 minutos do primeiro tempo; Vagner Love, aos 50 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jadson (Corinthians); Fernando Bob e Renato Cajá (Ponte Preta).

ÁRBITRO - Thiago Duarte Peixoto (SP).

RENDA - R$ 1.308.449,26.

PÚBLICO - 26.649 pagantes.

LOCAL - Estádio Itaquerão, em São Paulo (SP).

Escrito por:

Agência Estado