Publicado 07 de Julho de 2015 - 16h37

Por Agência Estado

Guardiola treina o Bayern de Munique

France Press

Guardiola treina o Bayern de Munique

O lateral-direito Daniel Alves revelou, nesta terça-feira (7), que Josep Guardiola tinha projeto de assumir a Seleção Brasileira antes da Copa do Mundo. De acordo com o jogador do Barcelona, em entrevista à ESPN, o treinador espanhol tinha estratégia e até time definido para o Brasil atuar no Mundial de 2014, em casa.

"Eu pago por ser linguarudo, mas não conto mentira. Antes da Copa, o Pep queria treinar a Seleção Brasileira e não quiseram", revelou o lateral, que trabalhou sob o comando de Guardiola no Barcelona entre 2008 e 2012. Com Guardiola, Daniel Alves comemorou dois títulos da Liga dos Campeões e dois Mundiais de Clubes, entre outros troféus.

Daniel Alves afirmou que Guardiola, considerado um dos melhores técnicos da atualidade, havia definido até uma estratégia adequada para a Seleção Brasileira brilhar nos gramados da Copa. "O Pep falou que queria fazer a gente campeão do mundo e tinha toda a estratégia e não quiseram", declarou. "Desde que eu estou na Seleção, ele já tinha o time na cabeça, já tinha a equipe que ele queria para treinar o Brasil."

De acordo com o lateral, a CBF temia a reação da torcida diante de um treinador estrangeiro. "Falaram que não sabiam se o Brasil iria aceitar. Se não aceitamos o melhor do mundo, que pode nos fazer melhores, você não se preocupa com a Seleção Brasileira", criticou o jogador, na véspera de completar um ano do fatídico 7 a 1, em que o Brasil foi eliminado da Copa pela Alemanha na semifinal.

A declaração de Daniel Alves coincide com recente declaração do técnico Dunga, que desdenhou de uma possível ajuda de treinadores europeus para auxiliar a recuperação da Seleção, eliminada nas quartas de final da Copa América.

Dunga esteve, na segunda-feira (6), em encontro da CBF, que reuniu ex-técnicos do Brasil para apresentar soluções para o futebol nacional. "Não podemos nos levar por modismos. Ter referências é sempre bom, mas queremos resgatar o futebol brasileiro ou copiar o europeu? O mais importante é buscar soluções aqui dentro", dissera Dunga.

SALÁRIO - Daniel Alves revelou também que Guardiola não pretendia receber altos salários no comando da Seleção. Pelo seu projeto, ele só seria recompensado se a Seleção conquistasse o hexacampeonato.

"O Pep é o melhor treinador do mundo. O cara mais gestor esportivo que eu vi. Um cara que revolucionou o futebol, um time, uma equipe. Tivemos a chance de ter o cara sem ter que gastar, se o problema é dinheiro. A intenção dele era só receber se tivesse o resultado esperado pelo povo brasileiro. Você deixa passar uma oportunidade dessa? Você não pensa na Seleção Brasileira", disse o jogador, alfinetando novamente a CBF.

Escrito por:

Agência Estado