Publicado 06 de Julho de 2015 - 8h46

Por Da agência Brasil

As aplicações desenvolvidas devem ser licenciadas como Software Livre e ter seu código aberto para que quaisquer agentes da sociedade possam se apropriar da ferramenta

Divulgação

As aplicações desenvolvidas devem ser licenciadas como Software Livre e ter seu código aberto para que quaisquer agentes da sociedade possam se apropriar da ferramenta

Que o Fórum Internacional Software Livre (FISL) é um local de inovação, ninguém duvida. Agora, quatro desafios hacker ao mesmo tempo é só para o maior evento de Software Livre do mundo mesmo. De 8 a 11 de julho você poderá produzir um aplicativo de sugestão de pautas para a EBC, criar uma startup inovadora com modelo de negócio baseado em Software Livre e desenvolver novos usos da robótica para saúde e educação.

Robótica e Saúde

Na quarta-feira (8), acontecerão oficinas introdutórias sobre a temática dos desafios na robótica e educação. Na quinta-feira (9), o público será desafiado a criar novas soluções com Arduíno para a educação utilizando sucata eletrônica. A equipe vencedora ganhará um Arduíno por membro da equipe, como um incentivo para a criação de projetos pessoais. A atividade acontecerá das 9h às 20h. As inscrições e a montagem de equipes acontecem no local, por ordem de chegada.

Já na sexta-feira (10), o hackathon tem como objetivo desenvolver soluções para a área da saúde utilizando plataformas livres. As equipes devem ter no máximo 6 participantes e as inscrições também acontecem na hora. O prêmio para a equipe vencedora é um Raspberry Pi por participante.

A divulgação das equipes vencedoras dos dois desafios acontece na tarde de sábado (11). Durante a manhã, o laboratório estará equipado com 5 impressoras 3D que estarão disponíveis para serem usadas em experimentações dos projetos participantes. Durante a tarde, também acontece a entrega da documentação dos projetos, que devem ser livres.

De acordo com o coordenador da área de robótica do FISL16, Eloir Rockenbach, o principal objetivo dos desafios é estimular a inovação e o uso de soluções livres. "O nosso tem um cunho bem educativo e focamos no compartilhamento de informações. Nós gostamos de ser desafiados. Resolver problemas é mais emocionante quando a gente tenta dar o melhor de si", diz Eloir.

A atividade “Hackathon EBC/FISL 16 - Amplifique as vozes: a pauta da sociedade” tem como objetivo criar um aplicativo voltado ao público jovem que dialogue bem com as tecnologias móveis. A ferramenta precisa funcionar como um banco de pautas, em que os usuários propõem atrações, assuntos, temáticas, programação cultural, e notícias a serem abordadas.

As aplicações desenvolvidas devem ser licenciadas como Software Livre e ter seu código aberto para que quaisquer agentes da sociedade possam se apropriar da ferramenta. Serão aceitos grupos de até quatro pessoas para o desafio. As inscrições começam no início na quarta-feira (8) às 9h até sexta-feira (10), às 12h. O encerramento e premiação da atividade acontecerão no sábado (11), em horário e local a serem divulgados. A pré-inscrição já pode ser feita.

Escrito por:

Da agência Brasil