Publicado 16 de Julho de 2015 - 12h45

Um revólver calibre 38 registrado no nome da cantora foi apreendido há um mês com o vigia de sua residência, Adevan Barbosa Lourenço

Divulgação

Um revólver calibre 38 registrado no nome da cantora foi apreendido há um mês com o vigia de sua residência, Adevan Barbosa Lourenço

O Ministério Público denunciou a cantora Maria Bethânia à Justiça por porte ilegal de arma. Um revólver calibre 38 registrado em seu nome foi apreendido há um mês com o vigia de sua residência, Adevan Barbosa Lourenço. Ele foi preso em flagrante por policiais militares na porta do imóvel, por estar sem a documentação referente à arma. O segurança foi denunciado pelo MP pelo mesmo crime, que prevê pena de dois a quatro anos de prisão e multa, conforme artigo 14° do Estatuto do Desarmamento.

Ainda será investigado se a cantora cedeu ou não a arma ao vigilante. A casa de Bethânia fica em São Conrado, bairro nobre da zona sul do Rio que concentra condomínios e casas de alto padrão; diante delas, é comum a presença de vigias armados. Bethânia vive no mesmo imóvel há 40 anos, período em que a segurança no bairro, no qual se localiza a favela da Rocinha, se deteriorou.

O jornal O Estado de S.Paulo procurou a assessoria de imprensa da cantora, que informou que ela ainda não foi notificada sobre o caso, e que, por isso, não iria se pronunciar sobre o assunto.