Publicado 08 de Julho de 2015 - 5h30

O varejo teve o menor crescimento no primeiro semestre do ano desde 2002, segundo levantamento divulgado ontem pela Serasa Experian. O movimento registrou expansão de 2,6% de janeiro a junho de 2015 em comparação com o mesmo período do ano passado. “É resultado da conjuntura econômica que começou a se deteriorar no ano passado, com o aumento da inflação, da taxa de juros e, agora, mais recentemente, aumento do desemprego”, enfatizou o economista da consultoria Luiz Rabi.O setor de veículos teve o pior resultado no acumulado do primeiro semestre, com retração de 12,5%. Em seguida, vem o ramo de material de construção, que teve queda de 7,1% no movimento. De acordo com Rabi, o consumidor está “menos propenso a comprar veículos e materiais de construção, que são gastos de médio prazo, normalmente financiados”.Impactados pela inflação dos alimentos, os supermercados também tiveram desempenho fraco de janeiro a junho (2% de crescimento). “Tivemos uma inflação de alimentos muito forte nesse início de ano. O que acaba atingindo o desempenho do setor”, enfatizou o economista. (Da Agência Brasil)