Publicado 10 de Julho de 2015 - 19h05

Com o propósito de dar visibilidade às produções cinematográficas produzidas na região, começa hoje, no Teatro Municipal José de Castro Mendes, a primeira mostra de cinema independente Cena Cine Campinas. O longa-metragem A Despedida, de Marcelo Galvão, é o convidado especial para a abertura da mostra.

“O diretor Marcelo Galvão, que já rodou longas na região, tem uma história admirável dentro do cinema independente. Seu primeiro longam Quart4B, foi feito em um ‘esquema de guerrilha’, totalmente sem recursos. Depois de muita batalha alcançou o sucesso nos cinemas com Os Colegas. Assim, decidimos convidá-lo a apresentar seu mais novo longa. Ele é um exemplo a ser seguido na luta pelo reconhecimento do cinema independente”, explica a coordenadora e idealizadora da mostra, Camila Guinatti.

Segundo ela, o longa-metragem ganhou diversos prêmios nacionais e internacionais, como no Festival de Gramado de 2014 de melhor diretor para Marcelo Galvão, melhor atriz para Juliana Paes, melhor ator para Nelson Xavier e melhor fotografia para Eduardo Makino. “Apesar dos prêmios, o filme não foi distribuído, então é inédito em Campinas”, diz Camila.

Todas as sessões são seguidas de bate-papo com diretores, elenco e produtores dos filmes. Na abertura, como Galvão está em gravações no Nordeste, o Cena Cine convidou o cineasta campineiro Nic Nilson para falar sobre o cinema independente. Sua mais recente produção foi o longa O Lucro Acima da Vida, sobre a contaminação do solo e aquífero causada pela Shell em Paulínia. O cineasta está agora iniciando a produção de Corações Marginais, sobre o uso medicinal da maconha.

No segunda dia, serão apresentados os curtas A Nossa Banda, com direção de Alexandre Macedo, Janaína Welle e João Correia Filho; A Última Guerra em Canudos: a Barganha, de Rafael Guiraldeli; Chá, de Nando Dalberto; Flerte, de Samuel Mariani; e O Convite, de Pablo Corbet e Fábio Homem de Mello.

Animação

A Mostra termina no domingo com a exibição do longa-metragem de animação Café, Um Dedo de Prosa, de Maurício Squarisi. O filme, que ainda não foi lançado comercialmente no Brasil, já participou de dois festivais internacionais: em março integrou a programação da Monstra - Festival de Cinema de Animação de Lisboa, em Portugal, e esta semana do Kugoma - Fórum de Cinema de Curta-Metragem de Moçambique. Em função disso, Squarisi não participa do debate por estar no país africano. Ele será representado por três integrantes de sua equipe: Beth Russo, responsável pela pintura e animação; Eliana Ribeiro, que dirigiu a edição e finalização; e Janice Castro, produtora executiva. Durante os três dias da Cena Cine, o público também poderá conferir no Castro Mendes a exposição fotográfica Um Olhar de Marte, da fotógrafa e jornalista Patrícia Cholakov.