Publicado 09 de Julho de 2015 - 19h05

Sabe aquela do “eu vi primeiro”? Pois é, de repente, depois da aposta bem-sucedida do diretor Maurício Farias em Dani Calabresa para o novo Zorra”, ela meio que instantaneamente passou a aparecer no radar de outras tantas produções da Globo. De um momento para o outro, e quase ao mesmo tempo, surgiram muitos interessados no trabalho da comediante, que chegou ao Projac depois de uma passagem, mais ou menos, pelo CQC da Band. Figurar entre as cogitadas para o lugar da Mônica Iozzi, no Vídeo Show, foi apenas a mais recente delas. Só que a palavra de ordem, a que agora vale dentro do Zorra, é que a “Calabresa é nossa”. E nem adianta pedir. Nome de primeira linha do programa, não existem chances de ser liberada pra ninguém. Mas pra ninguém mesmo, até porque o humorístico dos sábados ainda está em fase de implantação e ela, como o Luís Miranda, são considerados imprescindíveis. Por enquanto, é bom esquecer.