Publicado 15 de Julho de 2015 - 5h30

Fêmea, confinada há oito meses em uma corrente, em meio ao entulho, precisa de lar temporário, hotelzinho ou adoção permanente para poder ser resgatada.