Publicado 07 de Julho de 2015 - 5h30

O Correio flagrou ontem de manhã mais um radar móvel escondido em uma rodovia da região. O aparelho estava instalado atrás da mureta de proteção no Km 84 da Rodovia Anhanguera, em Valinhos. De acordo com uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), “a operação do equipamento deve estar visível aos condutores”. Uma reportagem na semana passada revelou que a prática de esconder os radares voltou a acontecer no Estado após ter sido suspensa.

Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a própria norma do Contran permite esconder radares, desde que haja placas indicando a presença da fiscalização eletrônica. No entanto, a própria lei não detalha sobre como deve ser a instalação destes equipamentos nas rodovias, o que causa confusão para os motoristas. O órgão já havia informado que os radares são alvos constantes de “atos de vandalismo”, e que por isso, são operados “em locais apropriados, próximos a muretas ou defensas metálicas”. Foram 41 ocorrências de vandalismo envolvendo os radares até agora em 2015.

Na terça-feira da semana passada, outro radar foi escondido, desta vez pela concessionária Rota das Bandeiras, no Km 115 da Rodovia D. Pedro I, no trecho entre Campinas e Valinhos, na pista sentido Jacareí. A empresa informou que “a instalação dos radares móveis atrás de barreiras de concreto ou defensas metálicas ocorre para proteger o equipamento de possíveis atos de vandalismo, além de garantir a segurança do operador do aparelho e do próprio equipamento”.