Publicado 06 de Julho de 2015 - 5h30

A limitação de público na Câmara de Campinas no primeiro semestre gerou diversas críticas e de movimentos distintos. Muita gente que gostaria de ter participado dos debates mais polêmicos do Legislativo ficou de fora. Atualmente, o presidente da Casa, Rafa Zimbaldi (PP), só autoriza a entrada de 200 pessoas. A parte superior do plenário não pode ser utilizada por falta do laudo do Corpo de Bombeiros. Mas diante de tantas confusões, tem quem ache que a limitação é segura.