Publicado 16 de Julho de 2015 - 5h30

A Seleção Brasileira chegou a fazer um bom início de partida contra a França, ontem, mas sucumbiu ao rival e levou a virada no ginásio do Maracanãzinho, no Rio. O time comandado pelo técnico Bernardinho foi derrotado por 3 sets a 1, parciais de 29/27, 21/25, 29/31 e 19/25, na estreia na fase final da Liga Mundial.

Com o revés, o Brasil jogará pressionado contra a forte equipe dos Estados Unidos em sua segunda partida nesta fase, às 14h (Sportv) de hoje. Uma derrota acabará com as chances de a seleção avançar à semifinal da competição. O outro grupo da Liga Mundial é formado por Itália, Polônia e Sérvia. Ontem, os italianos bateram os sérvios por 3 sets a 2, parciais de 25/23, 14/25, 25/23, 20/25 e 15/9.

Será a primeira vez que o Brasil jogará pressionado nesta competição. Na primeira fase, a equipe jogou mais solto porque já estava garantido na fase final, por ser a sede. Sem contar com Bernardinho nas primeiras 10 partidas, por suspensão, a seleção somou nove vitórias e três derrotas. Os Estados Unidos registraram a segunda melhor campanha da primeira fase.

O Brasil, escalado com Evandro, Bruninho, Isac, Lucão, Murilo, Lucarelli e o líbero Serginho, começou o jogo indicando que teria tranquilidade para fechar o set. A dupla Leandro e Isac se saía muito bem nos bloqueios, Lucarelli era preciso nas bolas laterais e a seleção chegou a abrir seis pontos de vantagem — 16/10. No decorrer da etapa, a França se ajeitou na defesa e melhorou o saque até igualar o resultado. No fim, porém, Murilo garantiu o set com dois pontos seguidos de bloqueio.

O segundo set foi o mais equilibrado. Lucão começou bloqueando bem, mas a defesa brasileira foi dando brechas e viu a França empatar o jogo, com 25/21. Destaque do time francês, Ngapeth liderou seu time à virada no terceiro set, novamente equilibrado, por 31/29. Ngapeth foi o segundo maior pontuador da equipe francesa, com 21 acertos. Rouzier liderou, com 25.

A França mostrou uma grande regularidade no quarto e último set, errando pouquíssimas vezes, e defendendo muito bem. O Brasil esmoreceu nos momentos finais, cometeu erros bobos e cedeu bloqueios, que os franceses trataram de aproveitar, para abrir o resultado nos minutos finais, e fechar o jogo em 25/19.

Lucarelli e Evandro encerraram a partida como os melhores pontuadores da Seleção Brasileira. O primeiro anotou 21 pontos, enquanto que Evandro contribuiu com 15. (Da Agência Estado)

Com time misto, meninas encaram a Rússia no GP

Já pensando nos Jogos Pan-Americanos de Toronto e na fase final do Grand Prix, o Brasil vai utilizar um time misto na terceira rodada da fase de classificação do GP, em Catania, na Itália. Diante de Rússia, Bélgica e Itália, a equipe será comandada pelo auxiliar Paulo Coco, uma vez que o técnico José Roberto Guimarães viaja com o restante do elenco para o Canadá. Como relacionou Camila Brait, Fê Garay e Jaqueline para ir ao Pan, Zé Roberto liberou um time misto para viajar à Itália com a presença de Dani Lins, Natália, Carol e Gabi. O elenco completo nesta rodada tem também a levantadora Roberta, as opostos Monique e Ivna, as centrais Juciely, Mara e Mayhara, as ponteiras Suelle e Ellen e as líberos Sassá e Leia. Como venceu os seus seis primeiros jogos no Grand Prix, o Brasil já está classificado para a fase final. Mesmo assim, quer fazer bonito na Itália, a começar pela estreia contra a Rússia, hoje, às 12h (Sportv). "É sempre muito difícil enfrentar a Rússia. Elas têm um time muito forte no ataque e no bloqueio, além de uma alta estatura", explicou Paulo Coco. (AE)