Publicado 16 de Julho de 2015 - 5h30

Se para brigar pelo título é preciso ter um elenco forte, o Corinthians terá no sábado uma boa oportunidade para saber em que nível está o seu grupo. Contra o líder Atlético-MG, o time não contará com duas peças-chave — o goleiro Cássio está com tendinite no músculo adutor da coxa esquerda e o meia Jadson, suspenso. Além disso, Vagner Love passou a ser dúvida. Pelo segundo dia seguido, o atacante não foi a campo e ficou na academia.

No gol entra Walter. No meio de campo, Rildo treinou entre os titulares ontem no lugar de Jadson e é o mais cotado para ficar com a vaga. Caso Vagner Love não tenha condições de jogo, Danilo deverá ser improvisado como centroavante.

Após Tite repetir em quatro partidas seguidas a escalação da equipe, os reservas que entrarão em campo neste sábado têm o desafio de manter o padrão de jogo apresentado pela equipe nas últimas rodadas (três vitórias e um empate). "Tem de chegar e dar conta do recado", disse Walter. "Temos tranquilidade pelo trabalho do dia a dia e dos treinos."

O Corinthians tem a defesa menos vazada do Campeonato Brasileiro, com apenas oito gols sofridos em 13 rodadas. Para o goleiro, o grande trunfo do Timão é não cair de produção, mesmo com mudanças na formação da equipe. "Estamos fazendo um belo trabalho, marcando muito bem. O Bruno Henrique entrou no lugar do Ralf e está dando conta, o Elias voltou da Seleção numa fase imensa, os laterais estão marcando muito bem..."

Neste sábado, o Corinthians deve repetir a estratégia da vitória por 3 a 0 sobre o Flamengo, quando apostou na marcação forte e nos contra-ataques. "A gente sabe que não tomando gols e fazendo 1 a 0 vamos somar os três pontos. Contra o Flamengo foi assim, eles atacaram e a gente fez 2 a 0 no primeiro tempo. Tem de ser cirúrgico. Marcar forte e, quando atacar, fazer os gols", afirmou Walter, que muitas vezes chega a ser confundido nas ruas com Cássio.

"Na última partida, uma mulher me puxou pelo braço e me chamou de Cássio para tirar foto. A fisionomia é até parecida, mas nem tenho cabelo", brincou o jogador, que foi contratado pelo Corinthians em 2013. Neste ano, ele esteve em campo cinco vezes. (Da Agência Estado)