Publicado 15 de Julho de 2015 - 5h30

O técnico Diego Aguirre será o principal desfalque do Inter na partida contra o Tigres, do México, hoje, às 22h (SporTV e FOX Sports), no Beira-Rio, no jogo de ida das semifinais da Libertadores. O treinador pegou três jogos de gancho devido à expulsão na partida contra o Santa Fe, nas quartas de final da competição continental.

O seu substituto no banco de reservas será o auxiliar Enrique Carrera. Ontem, porém, Aguirre minimizou o fato de ter de assistir ao jogo das tribunas e disse que seria pior se tivesse perdido algum de seus principais atletas. "Temos que aceitar isso, e há confiança total no corpo técnico", disse.

"Vou conversar bastante com os jogadores antes, pois não posso participar. Não estou preocupado com isso. Estaria preocupado se não tivesse Charles, Nilmar ou D'Alessandro. Eles são muito mais importantes do que eu. O trabalho é feito na semana. O importante é que os jogadores sejam os protagonistas", completou.

Sem dar pistas de quem serão os titulares, Aguirre só confirmou que Jorge Henrique desfalcará o time por lesão. A principal dúvida está na formação da defesa. Réver, recuperado de lesão, pode ganhar a vaga de titular e Ernando pode ser deslocado para a lateral esquerda.

"Não vou falar do time, então não quero falar nada errado ou mentir. Espero que o Inter seja o Inter que vem sendo na Libertadores e possa repetir as coisas que fizemos. Somos o único time do Brasil nas semifinais, o que é muito bom. Estamos aqui por merecimento, por tudo que fizemos. Temos confiança total no grupo que classificou e que chegou aqui", informou. "Esperamos 45 dias por este jogo. Foi impossível não pensar sempre neste momento. Temos que ter calma e acreditar na nossa força.” (AE)