Publicado 15 de Julho de 2015 - 5h30

O Palmeiras quer manter o embalo do Campeonato Brasileiro — são quatro vitórias e um empate nos últimos cinco jogos — na partida de hoje, pela rodada de volta da terceira fase da Copa do Brasil, contra o ASA (Associação Sportiva Arapiraquense), equipe de Alagoas que disputa a Série C nacional, às 22h, no estádio do Café, em Londrina (PR). Isso significa que a equipe não quer "trocar o chip", como dizem os jogadores quando vão disputar um torneio paralelo. A ideia é repetir o que vem dando certo, a começar pela escalação, para avançar às oitavas de final.

Para conseguir uma vaga nas oitavas de final, o Palmeiras precisa vencer ou empatar com gols — no jogo de ida, em São Paulo, houve empate por 0 a 0. Nova igualdade sem gols levará a decisão para os pênaltis.

O técnico Marcelo Oliveira afirmou que não vai poupar jogadores e a equipe será parecida com aquela que empatou com o Sport por 2 a 2, no último domingo, no Recife, pelo Brasileirão. "Vamos jogar do mesmo jeito, com muita intensidade e muita marcação. A responsabilidade é toda nossa. É dessa forma que vamos encarar esta partida. Vamos jogar para passar de fase", confirmou o lateral-direito Lucas.

Por outro lado, o treinador terá de administrar alguns desfalques na equipe. Arouca e Zé Roberto não viajaram para se preparar para o clássico contra o Santos, no domingo, pelo Brasileirão. O zagueiro Vitor Hugo se recupera de uma fratura na face e Leandro Almeida, que seria seu substituto, já atuou pelo Coritiba na Copa do Brasil. A zaga será formada por Victor Ramos e Jackson. Recuperado de uma lesão muscular, Robinho volta ao time diante do ASA. Leandro Pereira também está animado para o duelo. "Estou em uma boa fase e quero jogar para não perder essa oportunidade", disse o autor dos dois gols no último domingo.

Barrios

Depois de assinar contrato na noite de segunda-feira, o atacante Lucas Barrios realizou seu primeiro treinamento com a camisa do Palmeiras na tarde de ontem. O jogador paraguaio participou das atividades no gramado do CT da Barra Funda ao lado dos jogadores reservas. Os titulares que empataram com o Sport fizeram apenas exercícios na academia.

Barrios não será relacionado para a partida de hoje contra o ASA. Ele ainda aguarda a regularização de sua documentação e sua participação no clássico contra o Santos é considerada difícil pela comissão técnica.

No início do treinamento de ontem, Barrios cumprimentou o técnico Marcelo Oliveira e os dois conversaram rapidamente. Em seguida, iniciou o treino físico e logo se aproximou dos argentinos Cristaldo e Mouche.

O atacante é o 24 reforço contratado pelo Palmeiras na temporada e desperta grande expectativa de que seja um dos titulares da equipe assim que recuperar as condições física e técnica.

Horas antes do treinamento, o titular Leandro Pereira afirmou que o novo contratado terá dificuldades para conseguir uma vaga na equipe. Leandro marcou os dois gols do time paulista contra o Sport. (Da Agência Estado)

ASA

Pedro Henrique; Chiquinho, Lucas Bahia, André Nunes e Fábio Alves; Jorginho, Max Carrasco, Uederson e Didira; Alex Henrique e Luiz Paulo. Técnico: Vica.

Mudança de local alivia maratona palmeirense

O Palmeiras sabia que iria encarar uma maratona para conseguir enfrentar o Sport e o ASA e ainda ter fôlego para disputar o clássico contra o Santos, neste domingo, em São Paulo. E a coisa poderia ser bem mais complicada se o time alagoano tivesse mantido a partida de hoje, válida pela terceira fase da Copa do Brasil, em Arapiraca (AL). Por iniciativa do próprio ASA, mandante da decisão, o jogo será disputado em Londrina.

Mergulhado em uma grave crise financeira e com baixa média de público em Arapiraca (AL), a diretoria decidiu jogar no Paraná por uma cota de R$ 400 mil, além das despesas da delegação (passagens áreas, hospedagem, alimentação e transporte). Além disso, a equipe alagoana conseguiu três patrocínios pontuais para a partida.

O time alviverde viajou no último sábado para Recife, foi até São Lourenço da Mata para enfrentar o Sport, no último domingo, na Arena Pernambuco, e retornou para São Paulo no começo da noite de segunda-feira. Ontem, equipe treinou à tarde na Academia de Futebol e viajou para Londrina. Volta amanhã e no domingo encara o Santos, em casa.

Quem comemora a mudança do local da partida contra o ASA são os jogadores do Palmeiras. "A viagem para Recife já foi bem cansativa. Imagina como seria se tivesse que já ir para Arapiraca? Menos mal, porém cansativo também. Mas é o que temos que enfrentar e temos que estar preparados. Sabemos da dificuldade que será o jogo", comentou o atacante Rafael Marques.

Apesar do alívio em ter que encarar menos horas de avião, o palmeirense alerta para o time entrar ligado e evitar surpresas. "Temos exemplos na Copa do Brasil, que algumas equipes podem surpreender. Não podemos ter surpresa e temos que voltar classificados", explicou.

No primeiro jogo, disputado no estádio Allianz Parque, Palmeiras e ASA ficaram no empate sem gols. Por isso, ele acredita que o adversário, mesmo sendo o mandante da partida, atuará recuado. "Provavelmente, eles jogarão recuados e buscando o contra-ataque Precisaremos estar bem preparados", alertou. (AE)