Publicado 15 de Julho de 2015 - 5h30

Exames realizados ontem apontaram que Cássio está com uma tendinite no músculo adutor da coxa esquerda. Assim, o goleiro desfalcará o Corinthians contra o líder Atlético Mineiro, sábado, no Itaquerão, pela 14 rodada do Campeonato Brasileiro. Ele já iniciou o tratamento na última segunda e deve ficar pelo menos uma semana fora de combate.

O goleiro vinha reclamando de dores musculares desde a semana passada e a situação se agravou no último domingo, durante o jogo contra o Flamengo, no Maracanã. Cássio não suportou as dores e precisou ser substituído por Walter no intervalo.

Ontem, na reapresentação do elenco no CT do Parque Ecológico, Cássio não foi a campo, enquanto que Walter trabalhou com os jogadores reservas. Os titulares apenas correram em volta dos gramados, com exceção do centroavante Vagner Love e do meia Renato Augusto, que ficaram na academia fazendo trabalho de reforço muscular.

Outro desfalque do Corinthians para a partida de sábado é o meia Jadson, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O volante Cristian, recuperado de lesão na panturrilha direita, deve ficar no banco de reservas.

O Corinthians está em ascensão, é terceiro colocado no Brasileiro e os jogadores contam com o apoio da torcida para manter a boa fase. "O Atlético é uma equipe de massa, grande torcida, então é um grande jogo. Estamos vindo do maior jogo do Brasil, contra o Flamengo, e agora vamos enfrentar outro adversário de massa e que vem jogando um bom futebol. Espero que o torcedor compareça", afirmou o volante Elias, que revelou não ter comemorado o seu gol contra o Flamengo, no último domingo, a pedido do seu pai, Eliseu. A decisão do volante provocou polêmica entre os torcedores e muitos criticaram o jogador corintiano.

"Meu pai me ligou antes do jogo, num horário que não era propício. Fiquei muito bravo com ele, mas fiquei com aquilo na cabeça. Será que ele pressentiu alguma coisa? Na hora do gol corri, respeitei, mas comemorei com meus companheiros", disse.

O volante jogou no Flamengo em 2013 e na Gávea foi campeão da Copa do Brasil. Antes de disputar a Copa América deste ano com a Seleção, Elias foi procurado pelo time carioca, mas decidiu permanecer no Corinthians. (Da Agência Estado)