Publicado 08 de Julho de 2015 - 5h30

Embalado com as três vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras enfrenta o Avaí, hoje, às 21h, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela 12 rodada, em busca da conquista do primeiro objetivo do técnico Marcelo Oliveira, que é colocar a equipe no G4. Se vencer, o time alviverde dorme entre os quatro primeiros colocado.

Para terminar a rodada no G4, é preciso que Corinthians e Atlético Paranaense empatem no estádio Itaquerão, em São Paulo, e o Fluminense perca em casa para o Cruzeiro. Os dois jogos serão amanhã, no encerramento da rodada.

Mesmo que não figure entre os quatro ao fim da rodada, estar na parte de cima da tabela de classificação é um grande feito para um time que até há pouco tempo flertava com a zona de rebaixamento. "Traçamos uma meta, mas ainda passa por esse jogo com o Avaí. Temos de vencer", disse o lateral-direito Lucas. "Estamos felizes porque mudamos a postura. Independentemente da mudança de técnico estamos correndo e marcando mais", completou o capitão.

Como aconteceu nos últimos três jogos, quando o time venceu e não levou gol, Marcelo Oliveira não deve fazer grandes mudanças na formação. Sua intenção era repetir a escalação, mas não poderá contar com o meia Robinho, que se recupera de um edema na coxa. Em seu lugar a tendência é que Zé Roberto, que na última segunda-feira completou 41 anos, tenha uma nova oportunidade.

Um reforço conhecido e que deve mostrar sua força mais uma vez é a torcida. Até a noite de ontem foram vendidos 34 mil ingressos, o que dá a certeza de novamente ver a arena lotada de palmeirenses para empurrar o time. No total, foram colocados 38 mil ingressos à disposição dos torcedores.

A novidade fica para a presença do zagueiro Leandro Almeida no banco de reservas. Ele foi regularizado ontem no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF e convocado para a partida.

O Avaí acumula uma série de cinco jogos sem vitória (três empates e duas derrotas) e começa a se aproximar da zona de rebaixamento. Apesar da sequência ruim, o técnico Gilson Kleina gostou do desempenho da equipe no empate diante do Sport na última rodada. O time catarinense vencia o jogo até os 46 minutos do segundo tempo, quando os pernambucanos empataram, de pênalti. Por isso, o treinador mudará o mínimo.

Expulso no final do último jogo, o volante Eduardo Neto terá que cumprir suspensão e dará lugar a Claudinei. Ainda no setor defensivo, o zagueiro Emerson volta de suspensão na vaga de Jubal. (Da Agência Estado)

Meia Valdivia é a principal novidade no treinamento

O meia Valdivia foi a principal novidade do treinamento do Palmeiras na fria tarde de ontem, na Academia de Futebol. Após conquistar a Copa América com a Seleção Chilena, o jogador se reapresentou e fez um trabalho físico, ainda sem saber exatamente o que será de seu futuro. Com contrato até o dia 17 de agosto com o Palmeiras, Valdivia tem um acordo verbal com o Al Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, mas ainda não assinou contrato com os árabes. A expectativa é que, com seu retorno ao clube, ele se reúna com a diretoria palmeirense para definir se será liberado já ou se tentará uma remota possibilidade de conseguir renovar seu contrato.

Dois motivos praticamente inviabilizam a renovação do meia com o Palmeiras. A primeira é que ele não gostou da oferta feita pela diretoria, que propôs R$ 120 mil de salário fixo e mais R$ 60 mil por partidas em que for titular. Atualmente, o jogador recebe R$ 400 mil fixo. Outra questão é que o diretor de futebol, Alexandre Mattos, não quer a permanência do jogador e conseguiu convencer o presidente Paulo Nobre que não valeria tentar um novo acordo com o atleta.

O Al Wahda chegou a anunciar durante a Copa América que havia acertado com Valdivia e que ele iria se apresentar após a competição continental. Porém, o atleta ainda precisa passar por exames médicos e assinar o contrato para o acordo ser oficializado. Já no lado do Palmeiras, como de praxe, a diretoria prefere não falar do assunto. Ontem, Valdivia fez um rápido trabalho na academia e depois foi para o gramado, onde correu em torno do campo. (AE)

PALMEIRAS

Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos, Vitor Hugo e Egídio; Gabriel, Arouca, Rafael Marques e Zé Roberto; Dudu e Leandro Pereira. Técnico: Marcelo Oliveira.