Publicado 06 de Julho de 2015 - 5h30

O Corinthians não conseguiu tirar proveito do mau momento do Goiás e desperdiçou a chance de entrar no G4 do Campeonato Brasileiro. Com o empate por 0 a 0, ontem, no Serra Dourada, a equipe chegou aos 20 pontos e ocupa agora a 5 colocação. Já o time goiano tem dez pontos e não vence há oito rodadas.

Principalmente no 1 tempo, o Corinthians até que criou boas chances de marcar, mas parou na grande atuação do goleiro Renan, que fez três grandes defesas. No final do jogo, já nos acréscimos, o time ainda acabou beneficiado pelo árbitro Heber Roberto Lopes, que não marcou um pênalti de Gil em Carlos.

Após um início truncado, o Corinthians tomou conta da partida a partir dos 20’. A equipe subiu a marcação e passou a ficar mais tempo com a posse de bola no ataque. Faltava ao time, no entanto, ser mais incisivo na hora de concluir as jogadas.

Os jogadores trocavam passes de um lado para o outro, sem conseguir entrar na área do Goiás. A primeira chance clara de gol veio somente aos 25’, quando Malcom tabelou com Fagner, mas chutou mal.

Aos 32’, outra grande oportunidade foi desperdiçada. Jadson tocou para Elias, que rolou para Renato Augusto. O meia bateu cruzado, mas parou na boa defesa de Renan. O goleiro do Goiás voltou a brilhar cinco minutos depois ao defender o chute de Elias após cobrança de falta ensaiada.

A consagração de Renan veio aos 42, quando Renato Augusto lançou Vagner Love e o goleiro fechou bem o ângulo, evitando o gol.

No 2 tempo, o Corinthians continuou melhor, porém sem a mesma superioridade da etapa inicial. O Goiás conseguiu ajustar a marcação e, com isso, travou as investidas pelo meio. O time alvinegro atacava pouco pelas laterais e não rondava mais a área como antes.

O Goiás, inclusive, levou perigo aos 25’ e obrigou Cássio a fazer difícil defesa depois do chute de Liniker de fora da área.

Como o Goiás passou a se arriscar um pouco mais na frente, o Corinthians ganhou espaço para o contra-ataque. Para que o time não perdesse força e velocidade, Tite renovou o fôlego da equipe trocando Renato Augusto, Vagner Love e Jadson por Danilo, Romero e Rodriguinho, respectivamente.

As três substituições ajudaram o time a não diminuir tanto o ritmo. Romero chegou a ter uma chance aos 36’, mas Renan, mais uma vez, fez grande defesa e espalmou a bola para escanteio.

Na próxima rodada, o Corinthians terá pela frente o Atlético-PR, quinta-feira, no Itaquerão. Já o Goiás pegará o Santos, na quarta, no Serra Dourada, em duelo direto contra o rebaixamento. (Da Agência Estado)

Tite afirma que Renan foi decisivo

Para Tite, a atuação de Renan, goleiro do Goiás, foi decisiva para o empate sem gols no Serra Dourada. "O Renan estava em um dia iluminado. Sei que ele é um grande goleiro, mas estava em um dia especial. Nos momentos decisivos da partida, o Renan manteve o zero no placar."

O treinador afirmou ter ficado feliz com desempenho do Corinthians, mas não com o resultado. "A equipe teve muita triangulação e finalizações de média distância. Foi também agressiva na marcação, com muita movimentação e posse de bola. Fico com um gosto de quero mais, mesmo sabendo das dificuldades do jogo." (AE)

GOIÁS

Renan; Clayton Sales, Alex Alves, Fred e Diogo Barbosa; Rodrigo, David (Juliano), Liniker e Felipe Menezes (Arthur); Murilo Henrique e Wesley (Carlos). Técnico: Augusto César.