Publicado 05 de Julho de 2015 - 5h30

Finalistas da edição de 2011 da Copa do Mundo de futebol feminino, Estados Unidos e Japão voltam a brigar pelo título hoje, às 20h (Sportv 2 e TV Brasil), no Estádio BC Place em Vancouver, no Canadá. Há quatro anos, a decisão terminou empatada com o placar de 2 a 2, mas as orientais levaram a melhor nos pênaltis e foram campeãs mundiais pela primeira vez na história.

Já a equipe dos Estados Unidos foi campeão na primeira edição, em 1991, quando venceu a Noruega por 2 a 1 na final, e repetiu a dose em 1999, quando venceu a China nos pênaltis. Ao lado da Alemanha (2003 e 2007), os Estados Unidos são o país com o maior número de títulos.

No caminho até a final, os Estados Unidos venceram Austrália e Nigéria e empataram com a Suécia na fase de grupos. A equipe eliminou Colômbia e China no mata-mata e teve uma vitória por 2 a 0 sobre as rivais alemãs na semifinal, com gols de Lloyd e O'Hara. A estrela da equipe norte-americana é a goleira Hope Solo, que sofreu apenas um gol na competição.

O Japão, por sua vez, derrotou Suíça, Camarões e Equador na primeira fase e despachou Holanda e Austrália no mata-mata. No duelo com a Inglaterra na semi-final, as equipes estavam empatando em 1 a 1 até os 47 minutos da etapa complementar, quando a zagueira inglesa Laura Bassett marcou um gol contra e garantiu a classificação das atuais campeãs mundiais. As japonesas contam com a força da meia-atacante Homare Sawa, eleita a melhor jogadora na Copa de 2011.

A Seleção Brasileira, dirigida pelo técnico Oswaldo Alvarez, foi eliminada nas quartas de final pela Austrália. (Da Agência Estado)