Publicado 03 de Julho de 2015 - 5h30

Rafael Nadal voltou a decepcionar na grama de Wimbledon ontem. Vítima de "zebras" nos últimos anos, o bicampeão oscilou demais e acabou não resistindo ao grande desempenho do alemão Dustin Brown, apenas o 102 do ranking. O espanhol se despediu da tradicional grama inglesa na segunda rodada pelo placar de 3 sets a 1, com parciais de 7/5, 3/6, 6/4 e 6/4.

Com o revés, Nadal manteve a sina de ser eliminado de forma precoce no Grand Slam londrino. Desde que foi vice-campeão em 2011, ele não consegue passar das oitavas de final. Caiu na segunda rodada em 2012; na estreia, em 2013; e nas oitavas, no ano passado, diante do australiano Nick Kyrgios, então número 144 do ranking.

Roger Federer resistiu bem ao potente saque do norte-americano Sam Querrey e avançou com facilidade à terceira rodada. Praticamente sem sofrer ameaças, o número 2 do mundo fechou a partida em sets diretos, com parciais de 6/4, 6/2 e 6/2. De quebra, o suíço arrancou aplausos da torcida com jogadas de efeito na quadra central. Embalado, Federer terá pela frente na terceira rodada um rival de menor expressão: O australiano Samuel Groth, 69 DA ATP.

Sem repetir as oscilações da estreia, Andy Murray não teve qualquer problema para avançar à terceira rodada. Contando com o apoio maciço da torcida, o escocês arrasou o holandês Robin Haase em sets diretos, com parciais de 6/1, 6/1 e 6/4, em apenas 1h27 de duelo. (Da Agência Estado)

4

Seguidas de Wimbledon disputou Rafael Nadal a partir de 2006