Publicado 03 de Julho de 2015 - 5h30

O São Paulo não deve ter mudanças bruscas de rumo até o fim do Campeonato Brasileiro. O clube alega ter poucos recursos, descarta trazer reforços de peso e vai apostar mesmo na promoção de jovens das categorias de base. O zagueiro Lyanco, de 18 anos, e o lateral-esquerdo Mattheus Reis, de 20, estrearam na derrota para o Atlético-PR e a tendência é que outros também tenham chance.

O técnico colombiano Juan Carlos Osorio gosta de trabalhar com jovens atletas e ao observar uma partida da equipe sub-20, convocou no mês passado o atacante Luiz Araújo para o time principal. Em maio, o atacante João Paulo já havia tido chance.

Até mesmo jogadores mais experientes, mas também revelados na base, devem ter chance. É o caso do volante João Schmidt, de 22 anos, que passou 10 meses emprestado ao Vitória de Setúbal, de Portugal, e desde o começo da semana voltou a treinar.

Para equilibrar as finanças, o São Paulo negociou três jogadores em duas semanas e perdeu Doria, que voltou ao Olympique de Marselha. O time vem de duas derrotas.

Dengue

O meia Boschilia, do São Paulo, está com suspeita de dengue, será submetido a um exame e pode desfalcar a equipe pelas próximas partidas. (Da Agência Estado)