Publicado 01 de Julho de 2015 - 9h59

Motoristas de vans escolares fazem protesto na região central de Campinas

Sarah Brito/AAN

Motoristas de vans escolares fazem protesto na região central de Campinas

Um protesto dos proprietários de vans escolares de Campinas causa lentidão na Rua Doutor Sales de Oliveira, no bairro Vila Industrial, em Campinas, em frente à sede da Empresa de Desenvolvimento de Campinas (Emdec). Os manifestantes protestam contra uma lei que obriga aos proprietários de veículos que fazem o transporte escolar a se adequar a uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que obriga o uso de cadeirinhas para trasnportar crianças de até 7 anos e meio de idade. A resolução obriga os motoristas a se adaptarem até o dia 1° de fevereiro de 2016.

Até então, a legislação para motoristas de veículos de transporte escolar obrigava o uso do equipamento apenas para os carros de passeio e utilitários. Os manifestantes afirmam que a resolução é impossível de se cumprir e foram às ruas nesta quarta para o protesto.

Os motoristas afirmam que a resolução não foi estudada para se colocar em prática pelos órgãos reguladores. De acordo com eles, se as vans precisarão utilizar o equipamento, os ônibus também devem se adaptar à nova lei.

O trânsito no local está lento e os motoristas que forem passar pelo local devem procurar rotas alternativas, uma vez que os motoristas tomaram a faixa da esquerda da pista e andam lentamente com as vans escolares.

O protesto teve início às 8h desta quarta. A Emdec informou que ainda não tem um balanço de congestionamento criado por causa do protesto, porém, estima que cerca de 200 veículos participam do protesto. A manifestação pretende partir da frente da sede da Emdec e terminar o protesto em frente à Prefeitura de Campinas.

Com informações da repórter Sarah Brito/AAN