Publicado 02 de Julho de 2015 - 16h33

Por Raquel Valli

"Toby é único. E, de verdade, espero um dia poder encontrá-lo", diz a tutora Helena Samara

Arquivo da família

"Toby é único. E, de verdade, espero um dia poder encontrá-lo", diz a tutora Helena Samara

Toby, uma calopsita macho de 7 anos, fugiu há 3 meses. Mesmo assim, a aposentada Helena Samara, tutora da ave, não perde as esperanças de reencontrar o animal de estimação. "Toby é meu xodó. Quando ele fugiu, fiquei doente. Minha imunidade caiu, emagreci... Mas, até hoje não perco as esperanças de reencontrá-lo", afirma a moradora do bairro Guarani, em Campinas. 

"Procurei em todos os cantos. Fiz cartazes, espalhei por farmácias, padarias, academias de ginástica, pet shops, nos prédios vizinhos... Fui inclusive à Unip, que é aqui perto, mas não o achei", completa a aposentada. "Cheguei até a colocar uma faixa aqui avenida (Princesa D'Oeste)". 

Toby voou de um vitrô que, por questões de minutos, estava aberto no apartamento. A janela é de um quartinho de despejo, o único local da residência que não tem tela. "Nunca achei que ele fosse escapar por ali. Foi muito, muito rápido", conta Helena.

A campainha tocou, e a ave, assustada com o barulho, voou no parapeito da janela. "Quando eu vi, me deu um desespero muito grande. Ele tava muito assutado e eu ainda o chamei: Toby, vem com a mamãe, vem com a mamãe, mas ele voou".   

Atualmente, Helena tem outras oito calopsitas: Lindinha, Zezinho, Belinha, Dodô, Memê, Lude, Tiquinho e Bel. Todos vivem soltos. Lindinha, a mais velha, tem 13 anos.

Mas, apesar disso, Helena sabe que um animal não substitui outro. "O Toby é único. E, de verdade, espero um dia poder encontrá-lo". 

Quem souber do paradeiro da ave, deve contatá-la pelos telefones: (19) 3253-7374/ 9-9280-1232. A aposentada vive em um apartamento na Avenida Princesa D'Oeste - próximo à BAC Veículos - da onde a ave fugiu.    

Escrito por:

Raquel Valli