Publicado 01 de Julho de 2015 - 20h06

Por Raquel Valli

Tutor (foto) foi levado em flagrante para a 2ª Delegacia Seccional de Campinas; cachorro passará a noite na casa do vizinho, quem denunciou os maus-tratos

Divulgação/ PM

Tutor (foto) foi levado em flagrante para a 2ª Delegacia Seccional de Campinas; cachorro passará a noite na casa do vizinho, quem denunciou os maus-tratos

Um homem que foi denunciado por espancar um pit bull bateu no cachorro em frente à Guarda Municipal quando ambas apuravam a denúncia nesta quarta-feira (1°) no Jardim Campos Elísios em Campinas. "Bato mesmo", disse o tutor do animal ao ser flagrado. 

A denúncia partiu do vizinho, incomodado com o sofrimento do animal, que, além de apanhar, ficava no frio e na chuva, acorrentado, em meio às próprias fezes e urina. 

 A água oferecida ao pit bull estava em uma bacia suja, e a ração, sem pote, jogada em uma tapete de plástico. 

Maltratar animais é crime, previsto no artigo 32 da pela Lei Federal 9.605 de 1998, informa a advogada Angelica Soares, presidente da Comissão de Meio Ambiente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Campinas, membro suplente do Conselho Municipal de Meio Ambiente de Campinas (Comdema) e uma das diretoras do grupo OperaCÃO Resgate.   

O cachorro foi resgatado e ficará com o vizinho até quinta-feira (2), quando o Departamento de Proteção e Bem Estar Animal (DPBEA) da Secretaria Municipal do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SVDS) da Prefeitura terá que encontrar um local para abrigá-lo.  

O tutor foi levado em flagrante para a 2ª Delegacia Seccional de Campinas pelos guardas municipais Patrícia e Simão, e o caso registrado pelo delegado Rodrigo Otávio Aydar Monteiro. Um inquérito será aberto, e, até a sentença, o homem responderá pelo crime em liberdade. 

Apesar de maltratado, o cachorro deu sinais de lealdade ao tutor ao pedir-lhe carinho - flagrado na foto da GM. 

Escrito por:

Raquel Valli