Publicado 03 de Julho de 2015 - 15h09

Maria Júlia foi alvo de comentários preconceituosos em postagem do Jornal Nacional no Facebook

Jornal Nacional

Maria Júlia foi alvo de comentários preconceituosos em postagem do Jornal Nacional no Facebook

Uma publicação que estampa a garota do tempo do Jornal Nacional, a jornalista Maria Julia Coutinho, no Facebook do telejornal despertou uma série de comentários racistas por parte de alguns seguidores da página. Algumas das pessoas que comentaram a publicação com teor racista se escondem em perfis falsos da rede social. Atacam a apresentadora pelo fato dela ser negra e se recusam a aceitar sua competência à frente do telejornal mais assistido da TV brasileira. 

A reação dos demais usuários ao preconceito foi instantânea e choveram mensagens de apoio à apresentadora. "Vergonha de ler este comentários, e vergonha ainda maior de ser brasileiro, e ver que as lutas pelo fim de qualquer discriminação ainda estão longe do fim tendo comentários destes tipo ainda acontecendo. Lamentável!", disse um dos internautas.  

Racismo é crime no Brasil punível com prisão. E crimes cometidos pela internet podem ser denunciados. Quem presenciar esse tipo de crime pode fazer denúncias à Polícia Federal ou em sites como Safernet. Basta copiar a tela com a ofensa e recolher o maior número de dados possível. Também é possível denunciar páginas e pessoas por conteúdo inadequado ao Facebook.

Essa não é a primeira vez que a jornalista é vítima de racismo dos internautas. Em maio, quando o seu nome foi anunciado, a moça foi alvo de ataques. 

Facebook

A dupla de apresentadores do Jornal Nacional, William Bonner e Renata Vasconcellos, partiu em defesa da jornalista paulistana Maria Julia Coutinho e gravaram um vídeo com a equipe do telejornal com as hasgtags #somostodosmaju e #somostodosmajucoutinho.

"Oi. Eu tô na sala de troféus do Jornal Nacional, que é nossa sala de reuniões. Essa aqui é a Renata Vasconcelos. Tudo bem, Renata?", pergunta o marido de Fátima Bernardes, recebendo um "tudo" muito pouco animado como resposta. Em seguida, o apresentador diz que vai dar um recado e aponta a câmera para o time que faz o JN. "O recado é esse aqui", anuncia. "Somos todos Maju!", diz a equipe, em coro.

Por meio de seu perfil no Facebook, a atual garota do tempo do JN não ficou calada. "Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra", escreveu. "O meu cabelo não é ruim, ruim é seu racismo", diz a frase em uma imagem também postada pela jornalista.

Depois do ataque no Facebook, Maju também foi ofendida no Twitter. Entretanto, não deixou o internauta sem resposta.

Post no Facebook da atual garota do tempo do JN