Publicado 10 de Julho de 2015 - 19h37

Por AFP

A multidão que aguardou Francisco nas ruas para saudar o Papa lamentou a rápida passagem do papamóvel

AFP

A multidão que aguardou Francisco nas ruas para saudar o Papa lamentou a rápida passagem do papamóvel

"Papa Francisco bem vindo ao Paraguai", cantaram ao som de violões e arpas um grupo de 51 detentas de uma prisão de Assunção, onde o pontífice passou brevemente nesta sexta-feira (10) após chegar ao país.

Em meio à euforia manifestada em gritos e lágrimas ao longo dos 13 km que separam o aeroporto da Nunciatura, no centro de Assunção, Francisco parou brevemente diante da prisão de mulheres Bom Pastor, atendendo a um convite prévio à sua visita, informou a imprensa paraguaia.

Com camisas brancas e bandeirolas, o coral desta prisão com capacidade para 200 mulheres, mas que abriga 500, cantou para o Papa rodeado por milhares de pessoas e recebeu o sorriso de Francisco.

A ideia das autoridades da prisão era que o Papa quebrasse o protocolo e visitasse o local, onde as detentas esperavam sua benção.

Mas a visita não figurava na agenda oficial e o Papa fez apenas uma breve saudação, do lado de fora da Bom Pastor, em seu caminho para a Nunciatura .

A multidão que aguardou Francisco nas ruas para saudar o Papa lamentou a rápida passagem do papamóvel.

"É como uma Ferrari, poderia ir um pouco mais devagar para poder vê-lo", disse Venancio Arguello, um aposentado de 66 anos que esperava desde o meio-dia em uma cadeira de rodas no centro de Assunção.

O Papa chegou na tarde desta sexta ao Paraguai, terceira e última parada de seu giro pela América do Sul, que o levou ainda a Equador e Bolívia.

Escrito por:

AFP