Publicado 06 de Julho de 2015 - 9h21

Por Agência Brasil

Soldados nigerianos tem enfrentado extremistas do Boko Haram em confrontos sangrentos

France Press

Soldados nigerianos tem enfrentado extremistas do Boko Haram em confrontos sangrentos

Pelo menos 44 pessoas morreram em dois ataques a bomba em Jos, no centro da Nigéria, após um fim de semana violento provocado pelo grupo extremista islâmico Boko Haram. “No momento, contamos 44 mortos e 47 feridos em decorrência dos dois ataques”, disse Mohamed Abdulsalam, da Agência Nacional de Gestão de Emergências.

Anteriormente, a polícia do estado de Plateau, do qual Jos é a capital, informou que pelo menos 18 pessoas tinham morrido nos ataques desse domingo (5) à noite, em um centro comercial perto de uma mesquita popular. A responsabilidade das ações ainda não foi reclamada pelos autores, mas Jos tem sido alvo de ataques dos militantes islâmicos.

Divisão religiosa

Plateau, que se encontra no meio de duas tendências religiosas - a maioria cristã do Sul da Nigéria e a maioria muçulmana do Norte -, também tem sido alvo de ondas de violência que resultaram na morte de milhares de pessoas na última década.

Os combatentes extremistas do Boko Haram aumentaram o número de ataques no Norte da Nigéria desde a subida ao poder do presidente Muhammadu Buhari, em 29 de maio. Com os últimos ataques, são registradas mais de 500 mortes.

Neste domingo (5), um homem-bomba provocou uma explosão dentro de uma igreja, deixando cinco religiosos mortos na cidade de Potiskum, no estado de Yobe, no Norte da Nigéria.

Na semana passada, combatentes islâmicos atacaram várias áreas em volta do Lago Chade, causando a morte de mais de 150 religiosos.

Escrito por:

Agência Brasil