Publicado 09 de Julho de 2015 - 20h09

Por Sarah Brito

Segunda Seccional de Campinas, que passa a ser responsável pelos bairros São Bernardo e Pq. Industrial

Cedoc/RAC

Segunda Seccional de Campinas, que passa a ser responsável pelos bairros São Bernardo e Pq. Industrial

As polícias Civil e Militar de Campinas alteraram territórios de atuação após a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) organizar, em todo o Estado, o mapa de distritos policiais e três batalhões. Na prática, a maior mudança ocorreu no 2º Distrito Policial (DP), que possui uma cadeia anexa, no bairro São Bernardo, na região Sul. A unidade passa a ser subordinada à 2ª Delegacia Seccional, no Jardim Londres. Antes, o 2º DP era da alçada da 1ª Delegacia Seccional, instalada na região central.

A mudança ocorre porque a maior parte dos bairros do 2º DP já estava ligada à 2ª Seccional. As duas unidades também ficaram mais perto: a distância entre foi reduzida em quase três quilômetros. Outra alteração é que o 2º DP deixará de investigar bairros que ficam de um lado da Rodovia Anhanguera, sentido Centro. Entre eles, estão o São Bernardo, o Jardim Miranda e o Parque Industrial. Essas regiões estão agora sob responsabilidade do 5º e do 1º distritos policiais.

A alteração foi publicada no Diário Oficial do último dia 4 e também permite que uma companhia da PM possa abranger mais de um distrito policial, ou o contrário. A relação era de um para um. “Antes era confuso, porque parte do 2º Distrito já era subordinado à 2ª Seccional. Então, desmembramos o distrito e vai ficar mais fácil de administrar e organizar os boletins de ocorrência”, disse o delegado da 2ª Seccional, Joel Antônio dos Santos.

A delegacia foi inaugurada em fevereiro de 2014 e o objetivo era desafogar o registro de ocorrências na região do Campo Grande, diminuindo o tempo de atendimento e investigação. Atualmente, são subordinadas à 2<SC210,170> Seccional o 6<SC210,186>, 8<SC210,186>, 9<SC210,186> e 11<SC210,186> distritos policiais de Campinas, e as unidades de Indaiatuba (1<SC210,186> DP, Delegacia de Defesa da Mulher e Delegacia do Município). São mais de 400 mil habitantes, com 200 bairros, além do Aeroporto Internacional de Viracopos.

“A mudança é para combater de forma mais efetiva o crime na região e saber melhor o que passa na área do Campo Grande. É uma adequação considerada mínima, mas que agilizará o processo”, disse o diretor do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior (Deinter) 2, Kleber Altale.

A Secretaria de Segurança Pública informou, por nota, que o planejamento das políticas é realizado desde 2000 por meio de uma divisão que faz com que as áreas de comando das polícias Civil e Militar fiquem localizadas em territórios coincidentes — ou espelhadas, para melhor entendimento.

No entanto, com o passar dos anos, unidades foram criadas, extintas ou fundidas no âmbito das polícias, o que fez com que o espelhamento dessas unidades precisasse ser readequado.

Batalhões

Na Polícia Militar, as alterações ocorreram nos dois batalhões. O 8<SC210,186> passa a trabalhar em conjunto com o 1<SC210,186>, 7<SC210,186> e 13<SC210,186> distritos policiais. Já o 47<SC210,186> Batalhão trabalhará em conjunto com a 2<SC210,170> Seccional, com o 9<SC210,186> e 11<SC210,186> DPs. A PM foi procurada para comentar as mudanças, mas não se pronunciou até o fechamento desta edição.

Escrito por:

Sarah Brito