Publicado 08 de Julho de 2015 - 15h43

Por Sarah Brito

Manifestantes invadiram a Câmara de Americana contra decisão da administração municipal

Divulgação

Manifestantes invadiram a Câmara de Americana contra decisão da administração municipal

Servidores públicos de Americana protestaram durante sessão da Câmara, na tarde desta quarta-feira (8), após serem demitidos e terem o salário reduzido por causa a crise financeira e administrativa do município.

Segundo a assessoria de imprensa da Câmara, o plenário concentrou cerca de 500 pessoas, em pé e sentadas nas cadeiras. Foram dois protestos: dos professores da rede municipal demitidos e dos guardas municipais. Após o protesto os manifestantes seguiram até a prefeitura da cidade. 

A Gama teve redução no salário, após a Prefeitura de Americana obter liminar. A Prefeitura conseguiu a redução em R$ 1 mil no salário dos 350 guardas municipais e anula o aumento do adicional de risco da categoria de 30% para 50%, de forma escalonada.

Já os professores são parte das demissões anunciadas na última semana pela atual gestão. A sessão é a última do ano.

Afundada em dívidas após a saída do prefeito cassado Diego de Nadai (sem partido), em 2014, a Prefeitura enfrenta uma série de cortes. O atual prefeito Omar Najar (PMDB), eleito no final do ano passado, assumiu o Executivo em janeiro. Desde então, a cidade teve a coleta de lixo prejudicada devido a atraso no pagamento, entidades assistenciais deixaram de receber verba e há atraso no pagamento do funcionalismo público. A dívida da cidade é de R$ 1,2 bilhão, enquanto a previsão de receita para o ano que vem é de R$ 897 milhões.

Escrito por:

Sarah Brito