Publicado 04 de Julho de 2015 - 8h59

Por Adriana Leite

Segundo a FecomercioSP, os custos adicionais podem inviabilizar a opção de os estabelecimentos abrirem as portas nos feriados

Dominique Torquato/AAN

Segundo a FecomercioSP, os custos adicionais podem inviabilizar a opção de os estabelecimentos abrirem as portas nos feriados

O comércio sentiu neste ano o golpe da queda nas vendas. Com estoques em alta e o consumidor distante das lojas, os comerciantes lançam mão cada dia mais cedo das liquidações, mesmo de produtos da estação. No Centro de Campinas e nos shopping centers já é temporada de promoções. Os descontos chegam a 80% e na lista de produtos estão desde impressoras multifuncionais até vestuário.

Mas os especialistas alertam que, antes de sair correndo para as lojas, os consumidores devem colocar na ponta do lápis o orçamento mensal e ponderar se há necessidade de gastar. Outra recomendação é evitar as compras a prazo, que acarretam na cobrança de juros e no encarecimento do valor do produto. O ideal é comprar à vista.

As vitrines com as palavras liquidação, desconto e queima de estoque em letras garrafais chamam a atenção de quem passa na rua ou nos corredores dos shopping centers. O coordenador do Departamento de Economia da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic), Laerte Martins, afirmou que as lojas estão com os estoques altos. Ele estimou que as lojas maiores podem estar com até 55% a 60% de estoque e as menores de 40% a 45%.

“Os estoques estão muito altos. O consumidor freou as compras com medo do desemprego e da inflação, que reduz a renda. Os comerciantes têm que fazer liquidações para conseguir equilibrar as contas. Eles perdem nas margens, mas ganham com o volume maior de vendas”, disse.

O economista ressaltou que essa será a tônica deste ano. Martins salientou que os comerciantes têm que lançar mão de todas as estratégias e os consumidores vão encontrar boas vantagens se pesquisarem nas lojas.

Bota-fora

Entre as mensagens que anunciam liquidações e promoções, nas gôndolas, os consumidores encontram blusas de lã de R$ 59,90 por R$ 39,90 ou cobertores de R$ 139,99 por R$ 59,99. Impressoras multifuncionais antes vendidas por R$ 299,00 agora saem por R$ 229,00. Há pares de tênis de R$ 999,99 por R$ 699,99. A lista de itens com desconto é extensa.

A gerente da Amor Collection, localizada na Rua 13 de Maio, Beatriz Faustino Gasparin, afirmou que hoje é necessário sempre ter promoções para atender a demanda do consumidor.

“Nos últimos 30 dias, ampliamos as peças em promoção na loja. Mais de 80% da loja está com desconto. As promoções também são uma forma de fidelizar os clientes”, disse. Os descontos variam de 20% a 60%.

O gerente da Humanitarian, também no calçadão da Rua 13 de Maio, Agnaldo Angélico, comentou que um fator fundamental para alavancar as vendas é oferecer crédito ao consumidor.

“Os consumidores estão com menos dinheiro no bolso e precisam de crédito. O caminho encontrado pela rede foi criar um cartão de crédito de marca própria e oferecer crédito mais em conta” , afirmou.

Shopping

Muitos shopping centers de Campinas e região vão lançar neste mês promoções especiais. Os centros de compras que não planejaram ações específicas têm lojas que estão liquidando produtos.

A direção do Shopping Center Iguatemi informou que está preparando a 34ª edição da megaliquidação 3 ½ Dias de Loucura. 

O empreendimento informou que, por questões estratégicas, a data e os detalhes ainda são mantidos em sigilo e serão divulgados em breve. Em nota, a gerente de marketing do centro de compras, Carolina Bonafé, disse que acredita que de 50% a 60% das 356 operações do empreendimento estejam oferecendo descontos, que chegam a 70%.

O Galleria Shopping informou que não promove uma ação de liquidação que envolva todas lojas. Em nota, a gerente de marketing do empreendimento, Regina Mello, afirmou que 70% das 203 operações estão trabalhando com promoções individuais, oferecendo descontos que chegam a 70%.

Uma estratégia adotada neste ano pelo shopping foi trabalhar com liquidações por segmentos. A primeira ação foi em junho.

O Parque D. Pedro Shopping começa na próxima segunda-feira a 2ª LiquidaInsana. A campanha segue até 12 de julho e os descontos nas lojas devem chegar até 70%.

A gerente de marketing, Alessandra Daga, informou em nota que “a LiquidaInsana é uma ação consolidada no Parque D. Pedro e traz novidades a cada edição”. O shopping vai trazer atrações como a RiverBoat’s e uma trupe circense que farão apresentações durante os dias da liquidação.

O Campinas Shopping realiza a Liquida Ponto Mix que será realizada de 15 a 19 de julho. Os descontos podem chegar a 80%. As promoções ocorrerão nos segmentos de vestuário masculino, feminino e infantil, calçados, casa e decoração, papelaria, brinquedos, acessórios, relojoaria, joias e perfumaria. As lojas participantes estarão identificadas com adesivos da campanha nas vitrines.

O Unimart Shopping está com cerca de 20 lojas com descontos que variam de 30% a 50%. Segundo o centro de compras, a maioria das promoções vai até o fim deste mês. No Shopping Parque das Bandeiras, mais de 30 lojas de diversos segmentos estão com descontos que variam de 30 a 70%.

O Shopping Prado Boulevard informou que o centro de compras em conjunto com as lojas irá realizar realizar uma ação com liquidações que devem chegar a até 70%. A campanha será de 16 a 19 deste mês. No Shopping Spazio Ouro Verde, há liquidações que chegam a até 70% de descontos em lojas.

Região

Na região, o Shopping Hortolândia vai realizar a liquidação Eu Mereço de 16 a 19 de julho. A maioria das 75 lojas do shopping vai participar da promoção, com descontos que vão até 70%.

O Tivoli Shopping, em Santa Bárbara d’Oeste começa na segunda-feira a LiquidaInsana, cujos descontos chegam até 70%. A ação vai até o dia 12 deste mês. De acordo com o shopping, os consumidores que usarem o estacionamento até as 14h vão pagar o valor com 40% de desconto. O preço vai cair de R$ 5,00 para R$ 3,00. 

Escrito por:

Adriana Leite