Publicado 30 de Junho de 2015 - 14h42

Por Alenita de Jesus

Alenita Ramirez

[email protected]

Um eletricista de 34 anos foi preso após estuprar uma adolescente de 15 anos, em um conjunto habitacional no Residencial Cosmos, em Campinas, anteontem à noite. O acusado era vizinho da vítima e antes de atacá-la já tinha tentado estuprar uma moradora do mesmo edifício, uma mulher de 30 anos que estava acompanhada do filho de sete anos. Segundo a mãe da adolescente, para entrar no apartamento, o eletricista usou o filho de quatro anos para chamar a atenção da garota. Ele foi preso dentro do apartamento dele e alegou para os policiais que não estava arrependido do crime e que faria tudo de novo. A estudante foi socorrida no Centro de Atenção Integrada à Saúde da Mulher (Caism).

O estupro foi por volta das 16h. A garota estava sozinha no apartamento, que fica ao lado do apartamento do causado. Segundo testemunhas, o eletricista é usuário de droga e mora no local há um ano. Ele é casado e pai de um casal de filhos. Apenas o filho caçula estava no apartamento.

Antes de atacar as vítimas, o homem já tinha rondado o condomínio onde mora, mas sem levantar suspeitas. A primeira vítima mora na parte baixa do prédio e tinha deixado a porta entreaberta. O acusado estava armado de um estilete e entrou no imóvel. Ele agarrou a mulher e quando levava a vítima para o quarto, o filho dela apareceu e começou a gritar. Ele deixou a vítima e saiu, seguindo para o apartamento dele. “Não me conformo. Eu era amiga da mulher dele e estava sempre na casa deles. Ele usou o filho para fazer mal para a minha filha. Ele fingiu que o menino passava mal e precisava da ajuda da minha filha”, relatou a mãe da jovem.

Após o estupro, o homem ameaçou a garota dizendo que se ela contasse para alguém a mataria. Pouco tempo depois a mãe dela chegou e ela contou. “Na hora chamei a polícia. A vontade era de matá-lo. Ele foi frio”, resumiu.

Escrito por:

Alenita de Jesus