Publicado 30 de Junho de 2015 - 14h41

Por Alenita de Jesus

Alenita Ramirez

[email protected]

Foto: Alenita Ramirez Facebook

O instalador Henrique dos Santos Ferraz, de 26 anos, foi morto com um tiro na cabeça durante um assalto a um bar, anteontem à noite, no bairro São Luiz, em Hortolândia. Este é o segundo latrocínio – roubo seguido de morte - na cidade neste ano e o 18º na região de Campinas. Os criminosos fugiram com dinheiro do comércio, pertences das vítimas e com um Gol de um dos clientes, que foi abandonado no quarteirão detrás de onde ocorreu o crime.

O assalto foi por volta das 20h. O jovem foi atacado quando os bandidos deixavam o bar. A vítima tinha ido comprar refrigerante para jantar com a família. A polícia acredita que os criminosos queriam o carro da vítima para fugirem, um Voyage modelo antigo, todo equipado. O veículo estava estacionado em frente ao bar, com as chaves no contato e com o som ligado. Nada foi levado do instalador. “Ele estava na hora e no local errado”, desabafou o tio, o metalúrgico Renato Leite dos Santos. Ferraz estava noive e iria se casar no ano que vem.

Segundo a polícia, os criminosos invadiram o bar após render o sobrinho da dona do local, um servidor público de 18 anos, que chegava. No bar havia dois clientes e a comerciante, que foi arrastada pelos cabelos até os fundos, onde fica a casa dela. A mulher foi agredida e obrigada a entregar o dinheiro do estabelecimento, cujo valor não foi divulgado. O sobrinho e os dois clientes foram amarrados e obrigados a se deitarem no chão. “Meu sobrinho sempre ia no local fazer compras e conhecia a dona. Foi uma fatalidade”, disse Santos.

Os clientes contaram para a polícia que os bandidos já tinha os deixado no interior do bar quando ouviram alguém pedindo calma e em seguida o disparo. O jovem não resistiu ao ferimento e morreu no local. Até a tarde de ontem nenhum dos suspeitos envolvidos no crime foi identificado ou preso.

O corpo do instalador foi enterrado na tarde de ontem em Campinas.

Escrito por:

Alenita de Jesus