Publicado 01 de Junho de 2015 - 20h22

Por Adagoberto F. Baptista

Fotos: Arquivo

Gustavo Abdel

DA AGÊNCIA ANHAGUERA

[email protected]

Após centenas de pessoas enfrentarem filas gigantescas no sábado para agendamento de consultas e exames, no Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, ontem a unidade também teve alta procura para novas marcações médicas e filas foram novamente registradas. Até o início da tarde 300 pessoas haviam passado pelo ambulatório de especialidades.

O presidente do hospital, Marcos Pimenta, reconheceu que o motivo para que o sábado registrasse a presença de centenas de pacientes foi um erro de informação. “Já havíamos detectado que foi um equívoco, mas a informação sobre a data já havia sido divulgada”, disse Pimenta. A sistemática para os agendamentos está sendo reformulada, e o objetivo é estabelecer que as marcações sejam realizadas pelo telefone 160 e pela internet. A meta é reduzir o agendamento presencial. “Outra alternativa estudada é a marcação do retorno pelo próprio médico”, adiantou o presidente.

Os pacientes lotaram o local no sábado porque foram informados que no dia 30 seria aberta a agenda de atendimentos para especialidades, como urologia e clínico geral, e o agendamento seria realizado em uma única data. Desde as primeiras horas do dia, pacientes e parentes se aglomeravam na porta do local e a quantidade de funcionários no ambulatório foi insuficiente para atender.

Ontem, as vagas para as especialidades urologia e neurocirurgia estavam preenchidas, mas mesmo assim o paciente conseguia fazer o agendamento, que vai demandar mais tempo de espera do paciente. O presidente do hospital diz que avalia a abertura de novos horários para suprir a grande demanda pelas duas especialidades.

Segundo Pimenta, cerca de 10 mil consultas são realizadas por mês no hospital municipal. Em meados de junho serão disponibilizados novos canais para os agendamentos, online e via telefone, pelo número 160, informou o presidente. A direção do hospital informou que as medidas fazem parte de um pacote de melhorias no atendimento em curso no local.

Escrito por:

Adagoberto F. Baptista