Publicado 01 de Junho de 2015 - 15h58

Por Sarah Brito Moretto

Uma dona de casa de Americana, de 34 anos, relatou ter sido vítima de um estupro coletivo na madrugada de segunda-feira. A vítima, A.P.M., acionou a Guarda Municipal (GM) em frente a uma empresa, onde o porteiro informou que ela chegou pedindo socorro. De acordo com o boletim de ocorrência (B.O.), ela estava no bar do índio, na estrada Ivo Macris, "bebendo cerveja acompanhada por quatro indivíduos desconhecidos". Eles deixaram o bar por volta das 0h40 e foram para uma chácara, onde o estupro teria acontecido. De acordo com o relato, a dona de casa aceitou carona dos homens em um carro modelo santana, cor prata. Durante o caminho, os homens seguiram para uma chácara onde a vítima não souve dizer o local. Ela contou que foi obrigada a usar drogas, entre elas cocaína e bebida alcoólica. Antes de saírem da chácara, a mulher contou que foi agredida fisicamente e estuprada pelos homens. No boletim, a Polícia relata que a vítima estava nervosa, aparesentava embriaguez e não soube informar as características dos supostos agressores.

Uma ambulância foi acionada no local e ela foi levada ao hospital municipal de Americana, onde foi medicada. Ela passou por exame de corpo de delito. O caso foi registrado na Polícia Civil de Americana, que investiga o caso.

Escrito por:

Sarah Brito Moretto