Publicado 30 de Junho de 2015 - 17h57

Por Agência Estado

Thomaz Bellucci teve bons momentos na partida contra Rafael Nadal

Frace Press

Thomaz Bellucci teve bons momentos na partida contra Rafael Nadal

Thomaz Bellucci lutou bravamente nesta terça-feira (30), mas não teve forças para suportar a pressão de Rafael Nadal e foi eliminado na rodada de abertura de Wimbledon. O brasileiro protagonizou bons duelos com o espanhol durante a partida, e até faturou duas quebras de saque, porém teve fraco rendimento nos voleios, favorecendo o bicampeão, que fechou o jogo em sets diretos, com parciais de 6/4, 6/2 e 6/4. Enquanto Nadal estreava com vitória, o suíço Roger Federer arrasava o bósnio Damir Dzumhur em apenas 1h07min.

Jogando na quadra 1, Bellucci e Nadal fizeram um duelo equilibrado nos primeiros games do set inicial. Tentando impor seu jogo, o espanhol aproveitou as oscilações do brasileiro para quebrar seu saque no quinto game, abrindo 4/2. Em seguida, obteve nova quebra e fez 5/2. Sem desanimar, Bellucci devolveu uma das quebras, mas não evitou a derrota na parcial.

Mais concentrado, Nadal foi ainda melhor no começo do segundo set. Iniciou a parcial quebrando o saque do brasileiro. E não demorou para abrir 4/1. Desta vez, Bellucci nem reagiu e aceitou a boa vantagem com que o rival fechou o segundo set.

Sem resistir no fim da parcial, o brasileiro parecia se entregar na partida. Mas o início do terceiro set mostrou que Bellucci seguia firme no duelo. Ele venceu seu game de saque e quebrou o serviço de Nadal na sequência, fazendo 2/0. No entanto, não conseguiu sustentar a vantagem. O espanhol virou o placar, ao registrar mais duas quebras, e buscou a vitória, em 2h10min, apesar dos esforços do brasileiro.

Bellucci teve desempenho semelhante ao do bicampeão nos principais fundamentos da partida. Acertou 63% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço, contra 65% de Nadal. Acertou quatro bolas vencedoras a menos (21 a 17) e cometeu apenas um erro não forçado a mais que o favorito (24 a 23). Foi superior nos aces (6 a 1) e registrou menos duplas faltas (2 a 5).

Com a eliminação, o Brasil não conta mais com representantes na chave principal masculina. Na segunda-feira (29), João Souza, o Feijão, foi derrotado pelo colombiano Santiago Giraldo. Os dois, porém, ainda jogam nas duplas, com parceiros de outros países. Nadal, por sua vez, vai enfrentar na segunda rodada o alemão Dustin Brown, atual número 102 do mundo.

TELIANA FORA

Poucas horas após a queda de Thomaz Bellucci, foi a vez de Teliana Pereira também se despedir na rodada de abertura de Wimbledon. A número 1 do Brasil desperdiçou chances no set inicial e acabou sendo derrotada pela italiana Camila Giorgi, 31ª cabeça de chave, por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4) e 6/3, em 1h48min.

Apesar do revés, Teliana fez boa apresentação nesta terça. Ela saiu na frente nos dois sets, mas permitiu a virada da italiana. Na primeira parcial, a brasileira abriu 3/0, depois 4/1, e chegou a ter dois set points. Até que Giorgi equilibrou o duelo, empatou o set e abriu vantagem na partida ao levar a melhor no tie-break.

A segunda parcial teve roteiro semelhante. Teliana quebrou o saque da rival no início e começou na frente. Mas não manteve o jogo sólido e cedeu a virada. A italiana buscou a vitória apesar das seguidas falhas. Foram 38 erros não forçados, incluindo 11 duplas faltas, contra 15 da brasileira.

Com o resultado, Teliana repetiu o resultado do ano passado, quando também caiu na estreia. Neste ano, a brasileira foi a Wimbledon sem disputar torneios preparatórios na grama. Seu último torneio havia sido Roland Garros. Já Giorgi vinha do título conquistado na grama de Hertogenbosch, na Holanda.

Na segunda rodada, a italiana terá pela frente a vencedora do confronto entre a espanhola Lara Arruabarrena e a francesa Pauline Parmentier.

Escrito por:

Agência Estado