Publicado 01 de Junho de 2015 - 14h16

Por Agência Estado

Tenista Serena Williams

Roslan Rahman/AFP

Tenista Serena Williams

Número 1 do mundo, Serena Williams confirmou o seu favoritismo e se garantiu nesta segunda-feira (1°) como representante dos Estados Unidos nas quartas de final de Roland Garros. Para isso, ela precisou de uma virada para bater a compatriota Sloane Stephens, a 40ª colocada no ranking da WTA, por 2 sets a 1, com parciais de 1/6, 7/5 e 6/3.

Serena cometeu 43 erros não-forçados no duelo, mais do que o dobro do que Stephens, que terminou o duelo com 21. Além disso, pelo terceiro jogo consecutivo, a número 1 do mundo perdeu um set antes de conseguir a vitória em Paris. Nesta temporada, Serena ganhou os dez jogos que disputou em três sets. No geral, são 29 triunfos em 30 duelos.

Já Stephens, após vencer Venus Williams na primeira rodada, tentava se tornar a quarta jogadora a derrotar ambas irmãs em um mesmo torneio do Grand Slam, mas não teve sucesso.

Serena teve um péssimo início de jogo. Enquanto Stephens se impôs no seu serviço no primeiro set, a número 1 do mundo perdeu o saque três vezes, no primeiro, quinto e sétimo games, sendo batida na parcial inicial por 6/1.

O segundo set foi bem mais equilibrado. Serena conseguiu uma quebra de saque no sétimo game, que acabou sendo devolvido na sequência por Stephens. No 11º game, porém, Serena obteve nova quebra e dessa vez não vacilou no game seguinte, aplicando 7/5 e forçando a realização do set de desempate.

Na terceira parcial, Serena salvou os três break points que teve Stephens e converteu um no quinto game. No nono, a número 1 do mundo conseguiu mais uma quebra e fechou a parcial em 6/3, garantindo a sua passagem às quartas de final de Roland Garros.

A próxima adversária de Serena em Roland Garros vai ser a italiana Sara Errani. A número 17 do mundo avançou em Paris ao superar a alemã Julia Goerges, 68ª colocada no ranking, por 2 sets a 0, com um duplo 6/2.

Serena lidera o confronto direto por 7 a 0, incluindo uma triunfo nas semifinais da edição de 2013 de Roland Garros, ano em que faturou o seu segundo título em Paris - o primeiro foi conquistado em 2002.

Escrito por:

Agência Estado