Publicado 04 de Junho de 2015 - 13h33

Por Agência Estado

Com o resultado, o time chinês disputará novamente o Mundial de Clubes

Divulgação

Com o resultado, o time chinês disputará novamente o Mundial de Clubes

Pouco mais de duas semanas depois de se desligar do Grêmio, o técnico Luiz Felipe Scolari já tem casa nova. E não será nenhum clube no Brasil, pelo contrário, ele buscará novos ares bem longe do País. Nesta quinta-feira (4), o treinador foi anunciado pelo Guangzhou Evergrande, da China.

Felipão vinha sendo procurado por clubes da Ásia nos últimos tempos, mas somente nesta quinta aceitou o desafio de voltar ao continente. De acordo com o Guangzhou, o tempo de contrato é de dois anos e meio. Os valores não foram revelados e a tendência é que o treinador leve sua comissão técnica com ele.

Surpresa

O acerto com o Guangzhou surpreendeu. Primeiro, porque o treinador não dava sinais de que aceitaria um novo desafio tão cedo, principalmente tão longe do futebol brasileiro. Mas também porque o time chinês contava com o ex-zagueiro Fabio Cannavaro como técnico até esta quinta. O anúncio da saída do italiano, aliás, aconteceu momentos antes da confirmação de Felipão.

No Guangzhou, ele terá mais uma chance de dar a volta por cima após a vexatória eliminação da seleção brasileira na última Copa do Mundo. Durante seu período no Grêmio, aliás, o 7 a 1 da Alemanha foi constantemente lembrado, o que gerou irritação do treinador em diversas oportunidades.

Felipão encontrará no Guanghzou uma equipe que briga pela liderança do Campeonato Chinês e está nas quartas de final da Liga dos Campeões Asiáticas. Se a língua deve ser um problema, ele terá ao seu lado quatro jogadores brasileiros: o volante Renê Júnior, o meia Ricardo Goulart e os atacante Alan e Elkeson.

Escrito por:

Agência Estado