Publicado 28 de Junho de 2015 - 10h00

Por Vilma Gasques - Especial para Metrópole

viagens

Divulgação

viagens

viagens

A crise econômica tem marcado presença nos noticiários e acarretado prejuízos ao bolso. No entanto, apesar do momento conturbado, o brasileiro não parece disposto a desfazer as malas. Estimativa da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) prevê que algumas agências devem vender 12% a mais em julho deste ano na comparação com o mesmo mês de 2014. Para não deixar de viajar, segundo a CVC Viagens e Turismo, algumas adaptações são feitas, como redução da duração do passeio, voos em horários alternativos, acomodações em apartamento quádruplo ao invés do duplo e aluguel de carro para passeios por conta própria. A empresa oferece pacotes fechados, mas também permite ao cliente personalizá-lo da maneira mais adequada aos seus gostos e necessidades.

Foto: Divulgação

Pedra do Baú, em Campos do Jordão

Pedra do Baú, em Campos do Jordão

Em época de temperatura baixa, despontam na preferência do viajante destinos de inverno como Campos do Jordão (SP), Petrópolis (RJ), Monte Verde (MG) e Serras Gaúchas (RS) – a empresa já registrou aumento de cerca de 30% na procura por esses lugares. Para as Serras Gaúchas, por exemplo, as saídas são de São Paulo, assim como os voos para destinos recém-descobertos, caso de Domingos Martins (ES). Para quem prefere o calor, a boa-nova fica por conta da ampliação dos voos fretados e regulares para o Nordeste. Para este mês, saindo de Campinas, a CVC oferece pacotes para Porto Seguro (BA), Maceió (AL) e Natal (RN), com sete diárias a partir de R$ 898.

Foto: Divulgação

Praia do Gunga, em Maceió

Praia do Gunga, em Maceió

De acordo com a empresa, também está em alta a procura por pacotes internacionais, para destinos nas Américas, Europa e Ásia. Para esses locais, os voos também partem de São Paulo.

Se a programação destas férias prevê uma viagem à África do Sul, há que se pensar em um safári, certo? E também em tours por outras regiões, como a costa do país, que margeia o Oceano Índico e a Cidade do Cabo. “Não temos pacotes engessados. Eles são elaborados para atender aos interesses do cliente. Se ele gosta de vinhos, o tour pela Cidade do Cabo é o mais adequado. Para os apaixonados por geologia, há cenários situados em locais de interesse geológico. Se o que se deseja é ter uma experiência o mais próximo possível dos animais, passar a noite em um dos camps dentro do Kruger National Park é o ideal”, recomenda Cecília Prinsloo, da African Flame Safáris. Ex-professora de história, essa brasileira mudou-se para a África do Sul depois de um curso de inglês no país. Hoje, junto do marido Henk, comanda a agência sediada na região de Lowveld e é guia de turismo no parque. “Para julho, indico o Kruger e região. Sendo inverno e frio, é mais fácil encontrar os animais em torno de rios de água permanente ou poços”, diz.

viagens

 

Foto: Divulgação

Animais clicados durante safári no Kruger National Park

Animais clicados durante safári no Kruger National Park

Segundo Cecília, a região do Kruger é rica em história e se desenvolveu a partir do ouro. “Foi somente no final do século 19 que decidiram iniciar o parque, que tem mais de 300 sítios arqueológicos dos Bosquímanos do Kalahari. Esse território recebe uma infinidade de aves migratórias, além das residentes, e abriga toda a fauna africana, como os Big Five (leão, búfalo, elefante, leopardo e rinoceronte). É, também, referência mundial em conservacionismo e proteção”, comenta.

Os turistas são levados em carros de safári especiais, para observação dos animais. O guia principal é Henk Prinsloo, marido de Cecília, com 25 anos de experiência. Conhecedor do local, ele leva os viajantes aos pontos onde sabe que os bichos estão, uma vez que eles vivem livres em uma área com mais de 20 mil quilômetros quadrados.

Sem dor de cabeça

Viajar para o Exterior requer atenção extra com a documentação. Por isso, antes de comprar passagens, reservar hotéis e fazer as malas, é bom verificar quais são os documentos exigidos para o destino em questão. Para países do Mercosul e alguns da América do Sul, basta o documento de identidade, que deve ser o original, estar em boas condições e ter sido expedido há, no máximo, dez anos. Já viagens para América do Norte, Europa, Ásia e Oceania requerem passaporte.

 

Para não se enrolar com a burocracia, vale contar com ajuda profissional. A advogada Ana Cristina Calvinho informa que seu escritório presta serviço de assessoria para obtenção de passaporte e vistos. O cliente é orientado desde o momento do preenchimento dos formulários via internet até a organização dos documentos necessários a cada caso. A profissional também auxilia no planejamento da viagem, em quesitos como programação diária, estadia, locação de carros e ingressos para parques e shows.

A obtenção de vistos é um dos processos que mais demandam trabalho no escritório. Ana Cristina ainda realiza um trabalho voltado a pessoas que querem trabalhar, estudar, adquirir imóveis, instaurar processo de revisão de sentença estrangeira ou tornar-se cidadãs com nacionalidade portuguesa, por terem descendente português. “Fazemos a recolha da documentação necessária para o processo, em Portugal ou no Brasil. Tratamos da legalização dos documentos brasileiros a serem apresentados às entidades portuguesas e instruímos e acompanhamos o processo junto às autoridades portuguesas, sem intermediários e dentro das conformidades legais”, explica Ana Cristina. Ela diz que a contratação e a instrução do processo podem ser feitas até via e-mail.

Nem precisa ir tão longe

Se a ideia de vivenciar momentos especiais nas férias não envolve passar horas sem fim na estrada nem embarcar num avião, a alternativa é buscar opções de lazer na cidade e na região. E tem bastante coisa legal. No Royal Palm Plaza Resort, em Campinas, o destaque da programação é o Fórmula Kids, uma minipista de kart com veículos elétricos importados da Europa. Destinada a crianças de quatro a 12 anos, a atividade funcionará entre 3 de julho e 2 de agosto, com interrupção de 16 a 18 de julho. Além disso, o hotel contará com uma atração especial em cada sábado do mês.

Foto: Divulgação

Personagens do Miniville

Personagens do Miniville

Para a garotada também há cama elástica, futebol de salão, tobogã inflável e um brinquedo novo na área das piscinas – a estrutura tem tobogã e um enorme balde, que tomba e derrama a água armazenada. Outra promessa de diversão é o Kata Kuka, espaço temático que remete a uma civilização perdida e onde os visitantes enfrentam labirintos, ocas, parede de escalada e arvorismo. Os finais de semana reservam música ao vivo nas piscinas, teatro com personagens do Miniville, videokê, desafio do rei das embaixadinhas e torneio de futebol infantil masculino e feminino.

Para os adultos, a sugestão é acompanhar a programação realizada de segunda a sexta-feira, pela manhã, como aulas de zumba, desafio das bandeiras, torneios de tênis e atividades na água. Depois do almoço, a diversão fica por conta do arco e flecha e das oficinas de artes. À noite, o entretenimento contemplará sessão pipoca, torneio de truco e jogos de mesa, guerra dos sexos, músicas ao vivo no Bar Pessoa e quizz musical.

A quem quer relaxar, a dica é agendar um procedimento no Aflora Spa. O espaço tem piscina e sauna seca e oferece banhos terapêuticos e aromáticos, massagens, tratamentos de estética e dermocosmética. A estrutura de lazer do hotel conta, ainda, com um novo parque aquático formado por quatro piscinas climatizadas, duas infantis com jatos d’água e uma jacuzzi ao ar livre.

A gastronomia é outro ponto forte do empreendimento. As opções incluem o bistrô La Palette; o Bar da Beira, ideal para aproveitar os dias na piscina; o Ateliê do Café; o Vila Real, com cardápio inspirado no melhor das culinárias brasileira e internacional; e a Adega Cave do Ouro, que promove o Festival de Inverno.

Uma lição de vida

A cerca de 140 quilômetros de Campinas, em Brotas, está outra boa pedida para as férias. Mas, nesse caso, a diversão é exclusividade de crianças e adolescentes de quatro a 16 anos. Norteada pelo tema Música e Dança, a temporada no Acampamento de Férias Peraltas tem cinco datas disponíveis, com duração de cinco a sete dias, iniciando a partir desta semana. Cada período terá atividades diferentes e é possível, ainda, contratar pacotes com mais de sete dias. O acampamento funciona na estrutura do Brotas Eco Resort.

Foto: Divulgação

Crianças em ação no Acampamento de Férias Peraltas, em Brotas

Crianças em ação no Acampamento de Férias Peraltas, em Brotas

A programação prevê brincadeiras na piscina natural com tirolesa e no parque aquático com toboáguas, concursos e desafios no paredão de escalada, e jogos de cooperação e raciocínio. Como o aprendizado também é um objetivo, há atividades na Fundação Centro de Estudos do Universo (CEU). O local possui um planetário e se dedica à divulgação de diversas áreas do conhecimento, como astronáutica, geologia, biologia e meio ambiente.

De acordo com a gerente do Grupo Peraltas, Marília Rabello, participar de um acampamento de férias é importante para crianças e adolescentes tanto pela diversão quanto pela socialização, pelo desenvolvimento do espírito de liderança e equipe e pela formação cidadã. “Eles aprendem a conviver de forma pacífica e colaborativa, além de ampliarem os sensos de responsabilidade e independência, fundamentais para a formação de adultos socialmente saudáveis. Por isso, falamos sempre para os pais que acampar é uma lição de vida. É um investimento no futuro dos filhos”, comenta Marília. 

Escrito por:

Vilma Gasques - Especial para Metrópole