Publicado 30 de Junho de 2015 - 5h30

Um pintor de 25 anos foi preso em flagrante após atropelar e matar um tratorista de 40 anos que estava com o filho no acostamento da Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101), a Campinas/Monte Mor, anteontem à noite. A criança, de 5 anos, está em estado grave. O pintor alegou que foi fechado por um outro motorista, mas o teste do bafômetro indicou que ele estava embriagado. O acidente ocorreu por volta das 18h30, no Km 24 +400 da rodovia, no sentido Campinas, na altura do bairro Capuavinha, em Monte Mor. Segundo a Polícia Rodoviária, testemunhas contaram que o pintor perdeu o controle da direção do carro, um Ford Fusion, e atropelou as duas vítimas. O carro capotou e parou em um barranco. O pintor estava na companhia de um amigo, um poceiro de 27 anos, que sofreu ferimentos leves. A Polícia Civil acredita que o motorista estava a mais de 100km/h, sendo que a velocidade permitida no trecho é de 60km/h. “Voltávamos de Elias Fausto e passou por nós um Corsa, que fechou o meu amigo e bateu no carro dele. Depois disso não vi mais nada”, disse o poceiro. O corpo de Marcelo dos Santos será enterrado hoje no Cemitério Municipal da cidade. Foi arbitrado fiança de R$ 20 mil, mas o pintor não pagou e foi encaminhado para a cadeia de Sumaré. Ele foi indiciado por homicídio culposo. O carro era emprestado e, segundo a Polícia Civil, o proprietário vai responder por ter emprestado o veículo a uma pessoa em estado duvidoso de condições de direção. O tratorista morava no Parque da Figueira, em Monte Mor. A criança foi encaminhada para o setor de traumatologia do Hospital Estadual de Sumaré (HES). (Alenita Ramirez/AAN)